segunda, 17 de maio de 2021

Flamengo ainda não tem zaga definida para estreia na Libertadores

Time estreia na Libertadores na terça-feira. Foto: Marcelo Cortes/ Flamengo

O sistema defensivo voltou a dar dor de cabeça no Flamengo. O time sofreu sete gols nos últimos três jogos. Um momento de preocupação justamente às vésperas da estreia na Libertadores, terça-feira (20), contra o Vélez Sarsfield, na Argentina. Para piorar o cenário, ainda há um desfalque de peso e uma dúvida sobre a dupla de zaga titular.

Rodrigo Caio está suspenso e não vai enfrentar o Vélez. Além disso, ele sofreu um desconforto no empate com a Portuguesa, neste sábado, pelo Carioca, e foi substituído no intervalo. O técnico Rogério Ceni ainda não definiu quem será o companheiro de zaga de Willian Arão na Argentina. Contra o Vasco, o técnico escalou Bruno Viana ao lado de Arão. Neste sábado (17), ele testou Gustavo Henrique como titular ao lado de Rodrigo Caio.

“No decorrer da temporada é impossível você definir (a dupla de zaga) porque são muitos jogos, mas estamos estudando. Hoje [sábado] teve o Gustavo, no jogo passado o Bruno Viana jogou. Rodrigo infelizmente está fora, independentemente do que aconteceu, ele não poderia jogar terça-feira. Por isso fizemos a experiência com um em cada jogo para tomar a decisão na segunda-feira e ter uma noção do que a gente vai colocar em campo”, declarou Rogério Ceni.

Bruno Viana e Gustavo Henrique, porém, oscilaram nos últimos jogos. O primeiro não cortou o cruzamento que originou o gol de Léo Matos no clássico e também foi envolvido no lance em que Cano marcou. Já Gustavo Henrique foi superado em alguns lances contra a Portuguesa.

Zaga é problema antigo

O sistema defensivo foi o principal problema do Flamengo na temporada passada, que teve Rodrigo Caio como peça incontestável. Nomes como Léo Pereira, Gustavo Henrique, Thuler e Natan, negociado com o Bragantino, foram utilizados e alternaram na posição de titular. Rogério Ceni, então, recuou Willian Arão para a zaga, também para melhorar a saída de bola.

Além do problema para definir a dupla de zaga titular para a estreia na Libertadores, o sistema defensivo do Flamengo voltou a ficar em xeque. Contra o Palmeiras, pela Supercopa, com Arão e Rodrigo Caio como titulares, o time levou dois gols. No clássico com o Vasco, a dupla foi Arão e Bruno Viana. O Rubro-Negro foi vazado três vezes. Contra a Portuguesa, os dois gols sofridos foram com Rodrigo Caio e Gustavo Henrique como titulares.

Gazeta Esportiva

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');