quarta, 02 de dezembro de 2020

Coronavírus: Fluminense garante que profissionais não serão demitidos

A ideia da diretoria é evitar que cortes de emprego sejam realizados em um momento delicado. Foto: Maílson Santana/Fluminense

Flamengo, Botafogo e Vasco tiveram que reduzir seu quadro de funcionários para conseguir passar pela pandemia do Coronavírus. A interrupção forçada das competições de futebol pelo mundo está mexendo com as finanças dos clubes. Porém, o Fluminense tem evitado mandar embora os seus funcionários e até o momento não promoveu nenhum corte na sua lista de colaboradores.

A ideia da diretoria é evitar que cortes de emprego sejam realizados em um momento delicado para os funcionários, principalmente aqueles com baixa remuneração e que teriam dificuldades de encontrar novas fontes de renda neste momento.

O Fluminense vem procurando encontrar outras formas de equilibrar as suas finanças. O clube acertou com os atletas um plano de redução salarial. Antes, já havia reduzido em 15% os vencimentos dos gerentes e dirigentes. Por fim, conseguiu suspender por três meses o pagamento das parcelas do Ato Trabalhista. Uma economia provisória mensal de R$ 1,2 milhão. O dinheiro era utilizado para pagar dívidas trabalhistas com ex-jogadores e ex-funcionários.

Gazeta Esportiva

Publicada às 17h51

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *