quarta, 25 de novembro de 2020

Fluminense vence bem e afunda o lanterna Goiás no Brasileiro

Yago Felipe, Fred, Nenê e Digão marcaram os gols dos cariocas, com Rafael Moura descontando. Foto: Lucas Merçon – FFC

O Fluminense conseguiu uma grande vitória fora de casa nesta quarta-feira (7). Jogando na Serrinha, em Goiânia (GO), o Tricolor derrotou o Goiás por 4 a 2 em choque válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro e trouxe alegria aos torcedores que agora podem “dormir tranquilos”.

Assim o Fluminense chegou aos 21 pontos, encostando na briga pelas primeiras posições. Já os goianos continuam sem situação delicada, segurando a lanterna com nove pontos. Yago Felipe, Fred, Nenê e Digão marcaram os gols dos cariocas, com Rafael Moura descontando.

O nome do atual comandante do Fluminense, Odair Hellmann, ficou entre os mais comentados da noite. Parte dos torcedores publicaram críticas nas redes sociais sobre a atual gestão, fazendo até mesmo pedidos de demissão do técnico.

O jogo

A partida começou com um ritmo muito lento, com as duas equipes se estudando. O primeiro susto foi aos 11 minutos, em chute de Jefferson que passou à esquerda do goleiro Muriel. Aos 16 minutos o Fluminense teve um gol anulado. Igor Julião cruzou e Yago Felipe chutou para o fundo da rede. Mas o lateral estava impedido na hora do passe.

O Goiás abriu o placar aos 21 minutos. Heron recebeu pelo lado esquerdo e cruzou para Rafael Moura chutar no canto esquerdo do goleiro tricolor.

Com a desvantagem o Fluminense se lançou ao ataque e o Goiás, sem aproveitar os contragolpes, foi ficando acuado. Quase levou o empate aos 39 minutos, quando Nenê cobrou escanteio e Digão cabeceou para grande defesa de Tadeu. Um minuto depois, porém, o arqueiro goiano nada pode fazer, Yago Felipe recebeu na área e chutou colocado para recolocar a igualdade no marcador.

No último lance do primeiro tempo, a arbitragem voltou a anular corretamente um gol do Fluminense, uma vez que Fernando Pacheco estava impedido quando cruzou para o complemento certeiro de Hudson.

O Fluminense voltou para o segundo tempo como terminou o primeiro, pressionando. Tanto que virou aos sete minutos. Caio Paulista cruzou e Fred se antecipou aos zagueiros para cabecear a bola para o fundo da rede.

O Goiás então partiu para o ataque. Aos 17 minutos o time goiano quase empatou. Após cruzamento na área Rafael Moura chutou com violência e Muriel operou um milagre. Mas quatro minutos depois o time da casa recolocou a igualdade no placar. Com a ajuda do VAR o árbitro deu toque de mão de Digão na área.

Rafael Moura cobrou o pênalti com perfeição. Mas nem deu tempo para comemorar pois dois minutos depois Nenê arriscou de fora da área e desempatou o confronto. O Goiás sentiu o golpe e o Fluminense tratou de ampliar aos 30 minutos. Após cobrança de falta a bola sobrou para o chute de Digão. Foi o golpe final para definir o triunfo tricolor.

As duas equipes voltam a campo no fim de semana. No sábado o Goiás vai a Minas Gerais encarar o Atlético-MG às 21h (de Brasília). Já no domingo, às 16h (de Brasília), o Fluminense recebe o Bahia no Maracanã.

300 jogos de Fred

Fred é um dos maiores ídolos da história do Fluminense. Foto: Mailson Santana/Fluminense

Fred completou 300 jogos pelo Fluminense após entrar em campo na noite desta quarta (7) com a camisa Tricolor. Aos 37 anos, o atacante Frederico Chaves Guedes está em sua segunda passagem pelo clube que mais atuou na carreira.

Fred é um dos maiores ídolos da história do Fluminense e participou dos principais títulos do clube neste século, os Campeonatos Brasileiros de 2010 e 2012.

Terceiro maior artilheiro do clube, com 173 gols, só perde para Orlando Pingo de Ouro (184) e o incrível Waldo (319).

“Para mim é um motivo de orgulho e honra. Cada vez que eu coloco a camisa tricolor é como se fosse minha estreia contra o Macaé. Vai aumentando também a responsabilidade, mas eu me sinto cada vez melhor com essa camisa. Sou muito grato a Deus e a torcida, e a todo mundo que apoiou a eu poder reviver esse sonho de jogar no Fluminense novamente”, disse Fred ao site oficial do Flu, antes da partida.

Apesar da contagem, Fred ainda está longe dos jogadores que mais atuaram pelo Tricolor, e ocupa apenas o 31º lugar na lista. No topo está o goleiro Castilho, que disputou nada menos do que 697 jogos entre 1947 e 1965. Ele é seguido por Pinheiro, com 603 jogos e Telê Santana, ex-treinador da Seleção Brasileira, com 559.

Com Gazeta Esportiva

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *