terça, 19 de janeiro de 2021

Gérson depõe contra racismo: “Por todos os negros”

Gérson prestou depoimento e se manifestou nas redes sociais. Foto: Reprodução

O volante Gérson, do Flamengo, depôs nesta terça-feira (22), por volta das 10 da manhã, contra o ato racista do meia Indio Ramirez, do Bahia, no jogo entre os clubes no último domingo (20), no Maracanã.

O jogador chegou à Delegacia de Crimes Raciais e Delitos acompanhado pelo vice-jurídico do Rubro-Negro, Rodrigo Dunshee, e pelo advogado Rômulo Holanda, além de seu pai. Ele só deixou o local às 11h20.

Através do perfil do Flamengo nas redes sociais, o jogador se manifestou sobre o depoimento.

– Vim falar sobre o ocorrido, mas não vim falar apenas sobre mim. Falo pela minha filha, que é negra. Pelos meus sobrinhos, que são negros. Meu pai, minha mãe, amigos… por todos os negros. Hoje tenho status de jogador de futebol e voz ativa para falar e dar força a quem sofre racismo ou outros tipos de preconceito – disse Gerson.

Na partida, válida pelo Campeonato Brasileiro, Ramirez teria se dirigido a Gérson e dito “cala a boca, negro”. Segundo a delegada Marcia Noeli, o jogador do Bahia, assim como o técnico Mano Menezes e o árbitro Flavio Rodrigues de Souza também darão depoimento nos próximos dias.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *