sábado, 16 de janeiro de 2021

Robinho é condenado a 9 anos de prisão por estupro coletivo

O atacante brasileiro Robinho foi condenado novamente em Milão, na tarde desta quinta-feira (10), agora em segunda instância, a 9 anos de prisão por estupro coletivo. A defesa tentou desqualificar a vítima, mostrando ao tribunal fotos dela ingerido bebidas alcoólicas, mas as juízas mantiveram a condenação.

A defesa de Robinho afirmou que vai recorrer à terceira instância, o STJ italiano.

Robinho foi condenado a 9 anos de prisão. Foto: Flickr/Santos FC

“[Foi] Uma investigação bem feita, de modo sério, com uma sentença de primeiro grau correta. Profissionalmente estou muito satisfeito, principalmente pela vítima”, declarou Cuno Tarfusser, procurador do Ministério Público, que atuou no caso em segunda instância.

De acordo com a sentença de primeira instância, Robinho, Ricardo Falco e outros quatro brasileiros teriam participaram do estupro de uma jovem albanesa na madrugada de 22 a 23 de janeiro de 2013, numa boate de Milão chamada Sio Café. Os dois primeiros foram condenados.

Robinho tem extensa carreira no mundo do futebol, sendo revelado pelo Santos e passando por Real Madrid, Manchester City, Milan, Guangzhou Evergrande, Atlético Mineiro, Sivasspor e Istanbul Başakşehir, além de marcante passagem pela Seleção Brasileira.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *