sexta, 30 de outubro de 2020

Vasco empata na Bolívia e avança na Copa Sul-Americana

O Vasco jogou nesta quarta-feira (19) contra o Oriente Petrolero e retorna da Bolívia com um empate em 0 a 0 e a vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana. No primeiro jogo, no Rio de Janeiro, o Cruz-Maltino havia vencido por 1 a 0, em São Januário.

A classificação dá tranquilidade à equipe para se preparar para o segundo turno do Estadual e a Copa do Brasil.

O próximo compromisso do Vasco será no sábado, dia 29 de fevereiro, contra o Resende, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. A partida será válida pela primeira rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca.

Na sequência, no dia 5, o Vasco recebe o ABC de Natal em São Januário pela segunda fase da Copa do Brasil.

O Jogo

Mesmo precisando da vitória, o Oriente Petrolero adotou uma postura cautelosa. Temendo um gol que complicaria muito a sua situação, a equipe boliviana se manteve atrás da linha da bola quando a posse era do Vasco.

O jogo foi morno no primeiro tempo. O Vasco não tinha porque se arriscar e cadenciava o jogo. As chances de gol foram poucas na etapa inicial.

Aos 8, Montenegro recebeu na área e cruzou rasteiro, mas Rojas não alcançou e o gol não saiu. Dez minutos depois, o Oriente Petrolero teve uma chance na bola parada. Falta quase na linha da área que Carreño bateu passa à esquerda de Fernando Miguel.

O lance mais bonito do primeiro tempo saiu dos pés do jovem Talles Magno. Aos 37, ele recebeu de Pikachu, saiu da marcação e chutou por cobertura. A bola bateu no travessão e voltou nas mãos do goleiro Banegas.

O Oriente Petrolero ganhou uma bola de presente no início do segundo tempo e quase marca. O goleiro Fernando Miguel não segurou a cobrança de uma falta por Carreño e deu rebote para Salinas, que desperdiçou chutando para fora.

Com 11 minutos, o técnico Pablo Sánchez resolveu deixar sua equipe mais ofensiva e tirou o volante Carreño para a entrada do atacante Solíz. A medida deu mais qualidade ao ataque boliviano, mas não o suficiente para chegar perto do gol.

O jogo caiu bastante de nível técnico no segundo tempo. O Vasco chegou com perigo aos 22 quando Marrony recebeu de Cano e obrigou Benegas a fazer grande defesa. O Oriente Petrolero respondeu aos 34 em chute perigoso de Zoch após receber de Castillo.

Aos 42, o Vasco assustou num chute de Ribamar de fora da área, mas o goleiro Benegas espalmou e cedu o escanteio. O Oriente Petrolero não desistiu e três minutos depois, Bueno recebeu cruzamento de Saucedo e cabeceou por cima do gol.

Aos 50 minutos, o gol boliviano esteve nos pés de Bueno, que, sem marcação, acertou o travessão no último lance do jogo.

(Gazeta Esportiva)

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *