quarta, 23 de setembro de 2020

Acusado de matar estudante da Uerj vai a júri popular

Jovem foi encontrada morta no apartamento do casal no ano passado. Foto: Redes Sociais/Reprodução

A 2ª Vara Criminal do Rio decidiu levar a júri popular o estudante de História da Uerj Bruno Ferreira Correia, de 37 anos, suspeito de matar a namorada, Luiza Nascimento Braga, de 25 anos, que cursava Ciência Sociais na mesma universidade.

O crime de feminicídio ocorreu em junho do ano passado, no apartamento onde o casal morava, em Jacarepaguá, na Zona Oeste, e teria sido motivado pelos ciúmes de Bruno, que está preso desde agosto. O júri ainda não tem data marcada.

Na decisão, o juiz Daniel Werneck Cotta ressalta as provas colhidas durante as investigações, o laudo pericial com a causa da morte e os depoimentos das testemunhas para destacar que o crime foi cometido por motivo torpe e sem possibilidade de defesa da vítima, motivado por ciúmes da namorada, o que deve ser analisado pelo corpo de jurados. O juiz decidiu ainda manter a prisão preventiva de Bruno. Foragido, ele foi preso mais de um mês após o crime.

Luiza Braga parou de se comunicar com a família numa terça-feira, dia 18 de junho, e seu corpo foi encontrado pelos pais no sábado seguinte, dia 22. Segundo o laudo juntado ao processo, “a morte da vítima decorreu de ação pérfuro-cortante, com lesão de grandes vasos do pescoço”.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *