sábado, 28 de novembro de 2020

Bandidos juram tortura contra rivais em São Gonçalo

A baixa de cinco mortes de criminosos do Comando Vermelho (CV) durante a tentativa de invasão no Complexo da Alma, em São Gonçalo, continua rendendo ameaças entre bandidos da facção contra os rivais do Terceiro Comando Puro (TCP). Dessa vez o alvo das ameaças é Carlos Eduardo Barros de Oliveira, o Grisalho, de 39 anos. Apontado entre os líderes do TCP na cidade.

Pelas redes sociais, bandidos do CV anunciam que Grisalho e outro traficante, vulgo Pochete, são “os próximos da lista”. As ameaças são ilustradas com um vídeo de tortura na publicação.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Grisalho já foi dado como morto, inicialmente pela Polícia Militar, na operação que culminou na morte de Thomas Jayson Vieira Gomes, o 3N, e outros cinco homens, no dia 26 de novembro do ano passado. Comandada pela subsecretaria de Inteligência (Ssinte) e pela Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), com apoio da Polícia Militar, a ação aconteceu em um sítio no bairro de Cabuçu, em Itaboraí.

O traficante é investigado pela Polícia Civil também como sendo um dos responsáveis pela articulação de 3N, na saída conturbada do CV. Em abril do ano passado, o traficante – até então chamado de 2N – tornou-se um foragido do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, onde liderava o tráfico de drogas, após ordenar o assassinato do antigo aliado, Schumaker Antonácio do Rosário, o Piloto F1, que comandava pontos de venda de drogas no Jardim Catarina.

Foto: Reprodução

Os integrantes do CV acreditam que Grisalho seja um dos atuais líderes de comunidades que englobam o Complexo da Alma, como a 590, foco de invasão recente, no domingo (3), que terminou na morte de cinco bandidos em uma troca de tiros com a Polícia Militar, no bairro Amendoeira.

Antes da morte de 3N, o criminoso tinha atuação principalmente no bairros do Jardim Miriambi e Vila Três. Mas o TCP perdeu espaço nas localidades após incessantes investidas dos rivais. Atualmente, a área é comandada pelo CV, que também se vangloria de ter ‘tomado’ outros territórios da facção, em comunidades do Rio.

“Miriambi, Frade, Juramento, Urubu, Jorge Turco e Proença kkk isso tudo eles perdeu na bala entre outras tudo no vermelho (sic)”, diz uma publicação, de abril deste ano.

A recompensa para quem der a localização do traficante Grisalho é de R$1 mil. Segundo a plataforma, o bandido é oriundo do Complexo do Chapadão, na Zona Norte do Rio, e teria grande atuação nos crimes roubos de carga do Estado.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização de Grisalho, os canais para denúncia anônima são: 21-98849-6099 (Whatsapp ou Telegram), 21-2253-1177 (Disque-Denúncia) ou pelas redes sociais do Portal dos Procurados.

Publicada às 18h

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *