sexta, 30 de outubro de 2020

Bandidos se disfarçam de moradores de rua e invadem loja em Niterói

Dupla finge se passar por moradores de rua para arrombar a loja. Imagens via grupo Plantão Enfoco

Uma tradicional loja de confeitaria foi saqueada na madrugada desta segunda-feira (11) em Icaraí, Zona Sul de Niterói. As câmeras do estabelecimento flagraram toda a ação criminosa que durou cerca de dois minutos.

Por conta das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus a loja estava vazia. Foram levados dois celulares e cerca de R$ 80 do caixa. Segundo a administração do estabelecimento, os aparelhos móveis furtados eram usados pelos funcionários para recebimentos de encomendas via aplicativo. A loja fica na Rua Gavião Peixoto, uma das principais do bairro, e comercializa tortas e salgados.

Segundo o dono da loja, de 42 anos, o crime ocorreu por volta de 3h50. Nesse horário, ainda de casa, ele ouviu o barulho do alarme monitorado, abriu as câmeras de segurança, mas não notou movimentação no comércio.

“Hoje de manhã eu cheguei na loja e não encontrei os celulares no caixa, nem o dinheiro que estava guardado. O vídeo da câmera de segurança, que está com atraso no horário, revela dois suspeitos por volta de 4h40.

Nas imagens a dupla é flagrada se passando por moradores de rua. Eles fingem deitar na entrada da loja, conseguem levantar o portão, e um deles entra abrindo a porta de correr e já no interior do estabelecimento usa o que seria um isqueiro para iluminar o ambiente. O portão é automático e para entrar os acusados precisaram forçar uma brecha, segundo explicou o proprietário.

Bandido uso isqueiro para atuar no estabelecimento. Imagens via grupo Plantão Enfoco

“É impressionante! Foram apenas dois minutos. É a primeira vez que isso acontece. Agora estou correndo atrás para conseguir comprar os novos chips e recuperar os mesmos números, apesar de já ter bloqueado. Estamos avisando agora que os clientes devem ligar apenas para os contatos fixos que temos na loja, enquanto isso”, lamenta o proprietário.

Ainda de acordo com a vítima, o Boletim de Ocorrência será feito pela internet, já que as delegacias não estão fazendo registros presenciais, com exceção apenas para casos de homicídios e remoções de cadáver, prisão em flagrante e acontecimentos que possam ocorrer o perecimento da prova com necessidade de intervenção policial nas delegacias da Polícia Civil, como forma de evitar aglomerações nas distritais.

A unidade saqueada em Icaraí tem oito funcionários que atualmente trabalham em uma carga horária reduzida, devido à pandemia. Por isso, a loja está funcionando apenas com entregas das 10h às 19h.

“Todas as providências sanitárias estão sendo tomadas, como higienização dos produtos, uso de luvas, máscaras e tocas”, finalizou o dono do local.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *