quinta, 01 de outubro de 2020

Bloco da Confusão: Dez pessoas vão parar em hospital de Niterói

De acordo com informações preliminares, dez pessoas deram entrada no Hospital Estadual Azevedo Lima. Foto: Arquivo/Plantão Enfoco

Dez pessoas deram entrada no Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca, Zona Norte de Niterói, após se envolverem em uma confusão durante o bloco Sambaí, que aconteceu na Concha Acústica, em São Domingos, na tarde deste domingo (2).

De acordo com informações preliminares, a confusão teria acontecido do lado de fora do evento. Em um vídeo que circulou nas redes sociais, é possível ver agentes da Guarda Municipal chegando para separar a briga, que acontecia próximo à grade, do lado de fora do evento.

De acordo o folião, Daniel Coelho, a confusão foi grande. “Sinceramente nunca assisti tanta briga como ontem. Cheio de princesa para beijar na boca e os caras preferem se atracar com outro num calor infernal”, relatou em uma rede social.

Folião registrou momento em que
aconteceu a confusão. Vídeo:
Via Grupo Plantão Enfoco

Procurada, a Secretaria Municipal de Ordem Pública informou que a Guarda Municipal de Niterói disponibilizou, neste fim de semana, 62 agentes para dar apoio a área de desfile, concentração e dispersão do bloco.

De acordo com a Prefeitura, os guardas municipais fizeram intervenções em quatro situações quando ocorreram brigas, dispersando os envolvidos.

Um homem foi detido pelos integrantes da Guarda e levado para a 76ª DP (Centro). Na delegacia, ele foi reconhecido por vítimas como o responsável pelo furto de celulares.

O subinspetor Adenilson Ávila , responsável pelo planejamento operacional da Guarda Municipal, explica que os agentes atuaram dentro todos os padrões e protocolos que devem ser utilizados em eventos deste porte, durante toda a permanência do bloco até a dispersão.

“O trabalho da Guarda Municipal é voltado para o ordenamento urbano. Coibimos o uso de carros que utilizavam aparelhos de som, o que é proibido de acordo com o Código de Postura, e fizemos um cordão de isolamento na dispersão, para facilitar a saída das pessoas. A Guarda conteve participantes mais exaltados e efetuou uma prisão”, explica o subinspetor.

A PM relatou que não tem ciência do ocorrido, apenas de um homem, de 48 anos, suspeito de realizar furtos, que foi agredido por foliões. Uma equipe do 12° Batalhão (Niterói) foi acionada após a agressão.

O acusado foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e também levado para o HEAL. Não foi informado seu estado de saúde.

Um casal reconheceu o acusado como sendo o autor dos roubos de seus aparelhos celulares.

Um menor também foi apreendido com 10 celulares que havia furtado no evento. Ambos os casos foram registrados na Delegacia do Centro (76ª DP).

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

9 thoughts on “Bloco da Confusão: Dez pessoas vão parar em hospital de Niterói

  1. Dá vontade de falar “deixa linchar”. Mas, para ser politicamente correto e em respeito aos direitos humanos e ao amplo direito de defesa, não é civilizado, nem legal, dizer. Mas que dá vontade, dá.
    Mas, por favor, NÃO FAÇAM.

  2. Não temos segurança para dar suporte ao carnaval ou qualquer outra festa de rua. Melhor ficar em casa

  3. O bloco estava ótimo! Organizado ,todos sendo revistados. Agora o entorno estava lotado e não vi muitas viaturas.

  4. Se sair nas ruas em dias normais que dirá agora no carnaval. Já não basta não podermos sair ao anoitecer e agora nem de dia. A polícia faz o que pode, mas não pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Não está certo, concordo, mas quando se pega um ladra6 o povoparte pra cima e vai à forra

  5. Onde tem festejo com portas abertas tô fora. O povo está doido e os bandidos em tidos lugares. Fico em casa ou voy a praia cedo e volto cedo pois não quero ser mais uma vítima desses tralhas.

  6. Passei em direção ao Plaza. Espantei-me de ver uma garota virando garrafa inteira de Absolut, outra tirando “sarro” de um rapaz por trás, mijões vi pelo menos quatro, muita garrafa de bebida pela calçada. Era previsto esta notícia.

  7. Que merda! E ainda nem é carnaval, só pra atrapalhar o trânsito. #nadadeblocoemnitroi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *