sábado, 24 de outubro de 2020

Briga por causa de portão teria motivado morte a facadas em SG

Homem foi encontrado na calçada de casa. Foto: Arquivo / Plantão Enfoco

Uma briga de família terminou com um homem morto após ter levado golpes de facadas na barriga, na manhã desta segunda-feira (24), no bairro Mutuá, em São Gonçalo. Segundo informações preliminares, a vítima foi encontrada próximo de casa, na calçada da Rua Coronel Francisco Nunes.

Os familiares do acusado e da vítima estiveram na Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNISG) na tarde desta segunda (24). Eles explicaram que a confusão começou por volta de 9h30, por conta do cadeado do portão principal do quintal da casa, que estaria aberto.

Ambas as famílias moram no mesmo quintal, em uma casa de dois andares. Segundo relatos, a vítima não queria que o portão ficasse aberto, enquanto o acusado teria passado e deixado o mesmo sem o cadeado, o que teria dado início ao conflito.

“Eu coloquei um pano em cima da barriga do rapaz que morreu. O rapaz que deu as facadas era muito tranquilo e falou pra mim que ele levou um soco no rosto do que morreu. Não sei como ele fez isso. Já o que morreu eu pedia pra ele respirar, falava que estava rezando, mas ele só piscava os olhos e teve uma hora que não aguentou. Eu nem sei como aguentei ver tudo”, relatou uma vizinha.

O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado para socorrer a vítima, de 40 anos, mas o homem não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A Polícia Civil foi na região onde ocorreu o crime e fez os trabalhos de perícia. Ainda não há informações de presos.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Posto Regional de Polícia Técnica e Científica (PRPTC) de São Gonçalo. Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Polícia Militar afirmou que policiais militares do 7ºBPM (São Gonçalo) também foram acionados para verificar ocorrência.

“No local, foi encontrada uma pessoa caída aos solo com ferimentos provocados por arma branca e equipe do Corpo de Bombeiros constatou o óbito”, explicou a Pmerj.

Colaboração – Ezequiel Manhães

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *