sábado, 16 de janeiro de 2021

Chefe do tráfico de comunidade em Niterói é preso

Após buscas na região, encontraram um acusado escondido nas proximidades. Foto: PMERJ

Um roubo de cargas de cigarro no bairro Ititioca, em Niterói, terminou com um acusado preso, um funcionário feito refém e liberado, além de parte dos produtos recuperados na noite desta terça-feira (11).

De acordo com a Polícia Militar, agentes do Batalhão de Niterói (12° BPM) receberam via rádio a informação sobre um roubo de carga na Rua Maria Pitanga. Os policiais relataram na delegacia que, quando chegaram ao local, encontraram o funcionário que teria sido feito refém sem ferimentos.

Os militares então foram em busca da carga e dos criminosos. Após buscas na região, encontraram um acusado escondido nas proximidades, com parte dos cigarros.

Ainda segundo a polícia, o preso seria gerente do tráfico da comunidade do 44, em Ititioca, conhecido como ‘Negueba’.

Na Delegacia do Centro (76ª DP), onde o caso foi registrado, os policiais constataram que Negueba possuía dois mandados de prisão em aberto, além de duas anotações criminais por roubo.

Dados

Os números mostram uma redução nesta modalidade de crime em Niterói. De acordo com o último levantamento do Instituto de Segurança Pública (ISP), de janeiro a novembro de 2020 ocorreram 115 roubos de carga em Niterói. No mesmo período em 2019, foram 164 ocorrências, o que representa uma queda de 29,9% de roubos.

O comandante do Batalhão de Niterói (12° BPM), Coronel Sylvio Guerra, atribui a redução dos números na mudança de policiamento ostensivo.

“Estávamos com um número alto na área do Fonseca. Fizemos algumas intervenções no local, que resultaram em diversas prisões de criminosos que roubavam carga na área de Niterói”, destacou.

No estado do Rio também houve uma diminuição. Foram 4.527 ocorrências do início de 2020 até o mês de novembro. Já em 2019, o mesmo período registrou 6.847 casos.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *