sábado, 06 de março de 2021

Cresce a quantidade de assaltos a ônibus em Niterói

Publicada às 21h15. Atualizada às 10h40.

ônibus 740D Charitas - Copacabana, empresa 1001 em frente à Delegacia de Jurujuba
Houve aumento no número de roubo a coletivo em Niterói. Foto: Vítor Soares

Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) do estado do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (22), apontam um aumento no número de registro de roubo a coletivo nas delegacias de Niterói. No total, são 28 registros em janeiro de 2021, contra 16 no mesmo período do ano passado. 

De acordo com o levantamento, a delegacia que teve maior aumento no número de registro desse tipo de crime foi a do Fonseca (78ª DP), com 22 casos, contra 5 em 2020.

A delegacia do Centro, que também é Central de Flagrantes do município (76ª DP), dobrou o número de registros – de 3 foi para 6.

Já a 77ª DP (Icaraí) e 79ª DP (Jurujuba) não tiveram nenhum registro de roubo a coletivo em 2021, enquanto em 2020 registraram 3 e 5 casos, respectivamente.

A delegacia de Itaipu (81ª DP) não teve nenhum registro tanto em 2020 quanto 2021.

Outros crimes

O indicador de prisão em flagrante na área do 12º Batalhão, que atende os municípios de Niterói e Maricá, também apresentou aumento. De acordo com o ISP, em janeiro foram 171 ocorrências, contra 117 em 2020, um aumento de 46%.   

Outro indicador em elevação foi roubos de veículos. Segundo o ISP, foram 76 ocorrências em janeiro de 2021, e 66 no mesmo período do ano passado, um aumento de 15%.

Já a apreensão de drogas (tráfico) foram registradas 44 ocorrências em janeiro deste ano, contra 31 no mesmo mês de 2020.

No indicador de Letalidade Violenta – correspondente à soma das vítimas de homicídio doloso, morte por intervenção de agente do Estado, roubo seguido de morte (latrocínio) e lesão corporal seguida de morte, houve uma variação de apenas dois casos. Mortes violentas por agentes do estado não houve variação.

Segundo ISP,  o indicador roubos de carga teve redução a nível estadual, sendo o menor valor observado nos últimos sete anos e apresentando patamares mais baixos do que o esperado durante quase todo o ano de 2020. 

Roubos de rua caíram 39%. Foram 172 casos em janeiro de 2021, contra 286 ocorrências no mesmo período de 2020.

São Gonçalo

O último levantamento do ISP revela que as mortes por intervenção por agentes do estado cresceram. Segundo o instituto houve aumento de 64%. Em janeiro de 2021 foram 28 casos, contra 17 no mesmo período de 2020.

No indicador de letalidade violenta, o aumento foi de 15%. O município apresentou queda no indicador de apreensão de drogas (tráfico). Foram 28 ocorrências em janeiro de 2021, contra 42 no mesmo período em 2020. Uma redução de 33%.

Prisões em flagrante foram 97 casos registrados em janeiro contra 117 no mesmo mês de 2020. 

Já o indicador de roubo a coletivo apresentou queda. Ao todo foram 49 ocorrências registradas em janeiro de 2021, contra 73 em 2020. Uma queda de 32%.

Roubos de carga também caiu. Foram 89 ocorrências registradas em janeiro de 2021, contra 98 em 2020. Uma redução de 9%.

Em compensação, o indicador de roubo de veículo apresentou um aumento de 14%. Foram 277 casos registrados em janeiro de 2021, contra 242 em 2020.  

O que diz a PMERJ

Em nota, a Polícia Militar informou que ‘a estratégia de policiamento que se reflete na diminuição da maioria dos principais índices de criminalidade no Estado do Rio de Janeiro seguirá sendo aplicada, e de maneira ainda mais dedicada onde tais números ainda primem por redução’.

Sobre a área de policiamento do 12º BPM (Niterói), a PM informou que ‘diante do combate a diversas práticas criminosas, a postura dos envolvidos é a migração para outras modalidades, o que de maneira alguma inibirá o trabalho das equipes policiais. A estratégia de repressão a tais práticas se manterá presente e incessante até a captura dos marginais persistentes’.

Sobre o indicador de morte violenta por agentes do estado, a PM justifica que ‘sobre os criminosos vitimados, é importante ressaltar que o principal objetivo da Polícia Militar é a preservação de vidas, seja as dos policiais ou as da população da cidade’.

Troca de delegados

Após mais de dois anos longe de Niterói, o delegado Fábio Barucke está de volta e dessa vez na titularidade da Delegacia de Itaipu (81ª DP), que era comandada por Raissa Celles, que vai assumir na quinta-feira a Delegacia de Jurujuba (79ª DP).

Barucke já foi diretor do Departamento Geral de Polícia da Capital (DGPC), depois subsecretário de Planejamento e Integração Operacional da Polícia Civil, além de comandar as delegacias do Catete e também Santa Teresa. O delegado disse que está feliz em retornar para casa.

Delegado Fábio Barucke de volta a Niterói após mais de dois anos no Rio. Foto: Vitor Soares

“Estou de mudança não só no trabalho como na vida pessoal também. Então, trabalhar em uma cidade que se mora, é trabalhar em causa própria e uma grande motivação. Estamos aqui para fazer o melhor para todos” .

Segundo o delegado, que já está na Polícia Civil há 20 anos, ao assumir a Delegacia de Itaipu (81ª DP) vai trabalhar para que a produtividade das investigações seja eficiente.

Queremos dar um foco no roubo que será a nossa prioridade. Vamos separar diariamente para trabalhar esse delito. Além também de atender o que tiver uma demanda maior, como casos de Maria da Penha. Vamos colocar uma policial feminina sói para atender essas ocorrências”, destacou.

Fábio Barucke, delegado titular da Delegacia de Itaipu (81ª DP)

A Delegada Raíssa Celles afirma que deixa a delegacia com a sensação de dever cumprido.

“A delegacia de Itaipu apresenta algumas carências e a maior delas é o pouco efetivo. Mas ainda assim, a gente conseguiu superar essas dificuldades para fazer um bom trabalho”.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *