domingo, 29 de novembro de 2020

Efeito Pandemia: recorde na queda de homicídios no estado

rabecão, defesa civil, DH, Homicídio, DHNSG, Polícia Civil
Queda de 24% em setembro deste ano mantém a tendência de redução do indicador. Foto: Pedro Conforte / Arquivo

Os homicídios dolosos no estado do Rio de Janeiro registraram queda de 24% em setembro deste ano, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Este é o menor número desde o início da série histórica, iniciada em 1991 pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). Foram 237 vítimas em setembro deste ano, contra 310, em 2019. A tendência de queda deste crime em todo o estado se intensificou a partir de abril de 2020. 

Os homicídios dolosos também apresentaram diminuição de 21% no último trimestre (julho, agosto e setembro) em relação ao período similar do ano passado. Na comparação com 2019, o indicador registrou redução de 13% no acumulado do ano. 

O ISP ainda registrou o menor número de latrocínios (roubo seguido de óbito) da série histórica nos nove primeiros meses de 2020, em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 65 casos contabilizados de janeiro a setembro, contra 94 em nove meses de 2019. 

Outros indicadores estratégicos

Entre os crimes violentos letais intencionais (homicídio doloso, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte), foram registrados 2.738 casos nos nove primeiros meses de 2020 e 246 em setembro, sendo os menores, tanto para o acumulado do ano quanto para o mês, desde o início da série histórica, em 1999. Na comparação com 2019, o indicador apresentou queda de 13% em relação ao ano e de 24% em comparação com setembro.

Em mortes por intervenção de agentes do Estado, foram 930 vítimas nos nove primeiros meses de 2020 e 52 em setembro, redução de 34% em relação ao acumulado de 2019 e de 66% quando comparado a setembro.

Em roubo de carga, foram 3.838 casos nos nove primeiros meses de 2020 e 322 em setembro, representando diminuição de 33% em relação ao acumulado de 2019 e de 31% sob setembro.

Já em roubos de veículos, foram 19.149 ocorrências nos nove primeiros meses de 2020 e 1.742 em setembro, registrando queda de 37% em relação ao acumulado de 2019 e de 33% quando comparado a setembro.

Por fim, em roubos de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo), foram registradas 54.673 ocorrências nos nove primeiros meses de 2020 e 5.472 em setembro, uma redução de 42% no acumulado de 2019 e de 38% em relação a setembro.

Indicadores estratégicos

▪ Homicídio doloso: 2.650 vítimas nos nove primeiros meses de 2020 e 237 em setembro – este foi o menor valor para um mês e para o acumulado do ano desde o início da série histórica em 1991. Na comparação com o ano passado, o indicador apresentou queda de 13% em relação ao acumulado do ano e de 24% em relação a setembro de 2019.

▪ Crimes violentos letais intencionais (homicídio doloso, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte): 2.738 vítimas nos nove primeiros meses de 2020 e 246 em setembro – esses valores representam o menor para o acumulado e para o mês desde o início da série histórica em 1999. Na comparação com o ano passado, o indicador apresentou queda de 13% em relação ao acumulado do ano e de 24% em relação a setembro de 2019.

▪ Roubo seguido de morte (latrocínio): 65 vítimas nos nove primeiros meses de 2020 e sete em setembro. Na comparação com o ano passado, o indicador apresentou 29 mortes a menos em relação ao acumulado do ano e não apresentou variação em relação a setembro.

▪ Morte por intervenção de agente do Estado: 930 mortes nos nove primeiros meses de 2020 e 52 em setembro. Na comparação com o ano passado, o indicador apresentou queda de 34% em relação ao acumulado do ano e de 66% em relação a setembro.

▪ Roubo de carga: 3.838 casos nos nove primeiros meses de 2020 e 322 em setembro. Na comparação com o ano passado, o indicador apresentou queda de 33% em relação ao acumulado do ano e de 31% em relação a setembro.

▪ Roubo de veículo: 19.149 ocorrências nos nove primeiros meses de 2020 e 1.742 em setembro. Na comparação com o ano passado, o indicador apresentou queda de 37% em relação ao acumulado do ano e de 33% em relação a setembro.

▪ Roubo de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo): 54.673 registros nos nove primeiros meses de 2020 e 5.472 em setembro. Na comparação com o ano passado, o indicador apresentou queda de 42% em relação ao acumulado do ano e de 38% em relação a setembro.Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) são referentes aos registros de ocorrência lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro no mês de setembro.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *