sábado, 24 de outubro de 2020

Guerra do tráfico: 3N sai no prejuízo

Armas, dinheiro e drogas foram apreendidos durante a operação. Foto: Via Plantão Enfoco

Durante uma operação da Coordenadoria de Recursos especiais (Core) da Polícia Civil, no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, no fim da manhã desta segunda-feira com o objetivo de prender Thomaz Jhayson Vieira Gomes, conhecido como “3N”,  foram apreendidos sete fuzis, três pistolas, 14 granadas, R$ 35 mil em espécie, diversos carregadores e drogas.

Segundo a polícia, houve resistência dos criminosos e oito suspeitos de fazerem parte do tráfico foram baleados e morreram no confronto. Outros três foram conduzidos à delegacia, entre eles um segurança pessoal do 3N e a mulher dele. 

Segundo a polícia, a ação foi desencadeada a partir de informações da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Polícia Civil (Ssinte) apontando que o traficante faria outra invasão à comunidade em São Gonçalo nos próximos dias. 

De acordo com a polícia, os armamentos foram apreendidos no Conjunto Esperança, na Maré. Segundo informações preliminares, os fuzis apreendidos na ação, podem ser os mesmos utilizados por traficantes do Terceiro Comando Puro (TCP) na retomada pelo controle das vendas de drogas no Buraco do Boi, no Barreto em Niterói e nas comunidades de São Gonçalo, Jardim Miriambi, e Caixa d’Água. As comunidades eram controladas por traficantes do Comando Vermelho. Alguns fuzis apreendidos estavam com a inscrição do traficante 3N.

Um dos mortos seria um traficante identificado apenas como Jamal do Anaia que teria trocado de facção junto com o traficante Grisalho ex- chefe do tráfico do Jardim Miriambi e do Complexo do Anaia.

Moradores da comunidade relataram em redes sociais que o helicóptero da polícia fez disparos do alto.

Em nota, a polícia civil afirmou que “todos os protocolos para a realização da operação foram tomados. O Centro de Comunicações e Operações Policiais da Polícia Civil foi acionado e todos os órgãos necessários comunicados”. A nota diz ainda que as ” investigações estão sendo conduzidas pela Delegacia de Homicídios da Capital e todos os procedimentos investigativos estão sendo tomados”, finalizou a nota.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *