quarta, 30 de setembro de 2020

Incêndio na casa de sambista em Niterói não foi criminoso

O caso está sob responsabilidade da Delegacia do Fonseca (78ª DP). Foto: Pedro Conforte

A Polícia Civil concluiu que o incêndio que atingiu um imóvel localizado na Travessa José Agra, na Engenhoca, na Zona Norte de Niterói, que causou a morte do sambista Luiz Carlos Araújo dos Santos, de 36 anos, não foi criminoso. 

Apesar de familiares da vítima suspeitarem que as chamas poderiam ter sido causadas propositalmente pelo companheiro, a Polícia Civil informou, nesta terça-feira (8), que a hipótese foi descartada. O inquérito, no entanto, ainda não foi concluído, pois ainda não se sabe como e onde o incêndio foi iniciado. 

Luiz Carlos teve 70% do corpo queimado no incêndio que aconteceu na madrugada do último dia 27. Além dele, o companheiro e o filho adotivo, de nove anos, também precisaram de atendimento médico.

 Todas as vítimas foram levadas para o Hospital Estadual Azevedo Lima (HEAL), no Fonseca. Como o estado de saúde de Luiz Carlos era mais grave, ele precisou ser levado para o Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz, no Rio, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu na manhã da última terça-feira (2). As outras duas vítimas receberam alta. 

O sepultamento aconteceu na tarde da última quarta-feira (4), no cemitério Municipal do Maruí, no Barreto. 

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *