domingo, 29 de novembro de 2020

Mais 150 agentes do Segurança Presente nas ruas da Região Oceânica

Mais 150 agentes integram o quadro. Foto: Berg Silva/Ascom Niterói

O programa Segurança Presente chegou, nesta sexta-feira (23), à Região Oceânica de Niterói. Com a ampliação, serão mais 150 agentes de segurança se revezando na área, totalizando 485 integrantes divididos por turnos de serviço. Desde a implantação, o projeto é responsável pela resolução de 2.103 ocorrências e agora está presente em todas as regiões da cidade.

Com apoio da tecnologia presente nas 522 câmeras de monitoramento do Cisp (Centro Integrado de Segurança Pública), 70 delas com Inteligência artificial, o programa é uma das ferramentas disponibilizadas pela Prefeitura que ajudaram na queda dos índices de criminalidade em Niterói. Atualmente, cerca de dois terços do policiamento são bancados pelo município.

O prefeito Rodrigo Neves ressaltou que a cooperação entre as instituições é fundamental e que Niterói hoje tem os melhores índices de segurança pública dos últimos 20 anos.

“A cooperação entre as instituições é fundamental para superar os desafios. Se os três níveis de governo não estiverem trabalhando juntos, os problemas ficam muito mais difíceis de serem solucionados. O Pacto Niterói Contra a Violência é o maior investimento de uma cidade em segurança pública no Brasil. Estamos investindo mais de R$ 300 milhões nesse plano municipal com uma visão moderna e inovadora, que tem um componente de inteligência e de planejamento integrado de policiamento”, destacou o prefeito.

De acordo com os indicadores de criminalidade divulgados esta semana pelo Instituto de Segurança Pública (ISP-RJ), o município de Niterói segue apresentando a maior redução percentual em alguns índices, no acumulado, em comparação com os municípios limítrofes. A queda nos índices de violência já haviam sido antecipadas pelo observatório de segurança do município e confirmaram que, no geral, o mês de setembro teve uma redução de 61,58% na letalidade violenta e 53,55% de queda nos roubos de veículos.

O somatório geral na cidade apontou também que os registros de roubos de rua tiveram uma redução de 47,35% em relação ao mês de setembro de 2019. Com isso, o município segue apresentando a maior redução percentual no acumulado em comparação com os municípios limítrofes com algumas regiões chegando a ter queda de 80% nos indicadores.

O secretário do Gabinete de Gestão Integrada de Segurança, Gilson Chagas, reforça que o Niterói Presente estará em todas as regiões da cidade.

“Chegar em todas as regiões da cidade com o Niterói Presente é um marco da administração municipal. Aumentamos o efetivo da Guarda Municipal em duas vezes e meia, colaborando muito com a queda dos índices de criminalidade. Antigamente, a Guarda Municipal contava com a Polícia Militar. Hoje, Niterói tem um trabalho integrado. É um grande passo na pacificação de Niterói e municípios vizinhos”, completou o secretário.

Desde a sua implantação, o Niterói Presente realizou 562 prisões e apreensões de foragidos da justiça e fugitivos do sistema penal, 168 ocorrências de prisões por furto, 156 por posse de entorpecentes, 134 de material ou objetos recuperados, 125 ocorrências de recuperação de veículos, 96 por roubos, dentre outras. Juntas, somam mais de duas mil ocorrências.

Índices

Os dados divulgados pelo ISP mostram que Niterói registrou, no período de janeiro a setembro de 2020, 98 homicídios a menos do que no mesmo período do ano passado. Foram 190 vítimas no período em 2019 e este ano foram 73.

“A luta em prol da Segurança Pública é incansável. É um trabalho intenso e integrado. Eu trabalhava na 77ª DP (Icaraí) em 2018, era um período difícil que a cidade vivia em termos de violência. Com essa união conseguimos alcançar grandes objetivos e a cidade hoje apresenta números nunca antes imaginados. Busco juntar a inteligência com a ajuda da Guarda Municipal. Também usamos muito o Cisp em nossas investigações. Com as imagens conseguimos que os marginais sejam condenados. Agora na 81ª DP (Itaipu), esse reforço vai ser muito positivo”, afirma Raíssa Celles, atual titular da delegacia da Região Oceânica.

A área da 79ª DP (Jurujuba) teve a maior redução no período acumulado, com 74,70%, seguida de queda de 56,52% na área da 77ª DP (Icaraí). Na região do Centro (76ª DP), a redução foi de 53,56%. Houve queda de 46,78% na área da 78ª DP (Fonseca) e na área da Região Oceânica (81ª DP), uma redução de 44,83%.

O tenente-coronel Aristeu Lopes, subcomandante 12º Batalhão de Polícia Militar, elogiou o trabalho integrado entre as forças de segurança no município.

“Servimos em diversas unidades, em diversos municípios, e o que acontece em Niterói não é visto em outros lugares. Essa integração permite ajudar a Polícia Militar e Civil a chegar em outros locais. O Cisp é fundamental para efetuarmos inúmeras prisões com a condenação de muitos marginais “ observou o oficial.

Com relação a roubo de veículos, o município de Niterói segue apresentando a maior redução em pontos percentuais no acumulado em comparação com os municípios limítrofes. A queda foi de 53,55% na cidade. Os melhores resultados foram nas áreas da 77ª DP (Icaraí), com diminuição de 81,76%, seguida da 79ª DP (Jurujuba), com redução de 80,40%, 81ª DP (Itaipu), com menos 67,36 % de registros. A área da 78ª DP (Fonseca) apresentou queda de 60,80% e a da 76ª DP (Centro) teve diminuição de 49,72%.

O mês de setembro confirma baixa nos registros de roubo de carga nos últimos meses na cidade. Foram 19 em julho, 12 em agosto e apenas duas ocorrências em setembro. O mês também apresentou, no geral, uma redução de 50% em relação ao mesmo período de 2019 nos roubos de rua. Foi o menor número de registros em toda a série entre os meses de setembro desde 2003

Financiamento

Os programas Niterói Presente e Proeis são resultado de convênios da Prefeitura com o Governo do Estado, onde o município paga uma gratificação para policiais militares que aceitam trabalhar nas ruas de Niterói nos dias de folga. No caso do Niterói Presente, há um efetivo fixo de policiais, alguns já reformados, e agentes civis.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *