fbpx

Major David é transferido e Niterói Presente terá novo coordenador

Major David foi transferido para o Lapa Presente. Foto: Plantão Enfoco

O major da Polícia Militar, David Ricardo Costa, não é mais o coordenador do programa Niterói Presente. A decisão foi tomada pela Secretaria de Governo do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (13). Com a mudança, David volta ao cargo de subcoordenador do Lapa Presente, no Rio de Janeiro, onde ele já atuou por um mês, há cerca de três anos.

“Eu recebi a notícia de maneira meio inesperada. Na verdade, tudo estava se desenhando desde sexta. De ontem para hoje (terça-feira) a confirmação veio”, contou o major David, que começa a atuar no Rio já nesta terça (14).

Segundo ele, quem passa a assumir o cargo de coordenador do ‘Niterói Presente’ é o capitão W. Moreira.

David contou que, apesar de ter ficado pouco tempo no Lapa Presente, teve duas ocorrências positivas. Também disse que, através de um trabalho considerado por ele como bem feito, coordenou outros programas como o Centro Presente Alfa e o Centro Presente Delta, no Rio, expandindo os trabalhos para Niterói.

“Hoje fomos surpreendidos com a notícia que o Major foi arrancado de nós e transferido para outro município, causando uma perplexidade em todos nós cidadãos e cidadãs de bem. Todos nós, governo municipal, OAB [Ordem dos Advogados do Brasil – Niterói], CDL [Câmara de Dirigentes Lojistas], Vereadores e sociedade civil saímos enfraquecidos, fragilizados e com o sentimento de impotência”, lamentou Ângela dos Santos Teixeira, uma das integrantes do Grupo Rua Segura, formado por síndicos e comerciantes de Niterói.

Procurada, a Prefeitura de Niterói disse que toda estratégia de policiamento e alocação de agentes é de responsabilidade da Secretaria de Governo do Estado do Rio.

Através de nota, o Executivo explicou que o Niterói Presente disponibiliza diariamente o reforço de 400 homens nas ruas de sete bairros da cidade: Icaraí, Santa Rosa, Centro, Fonseca, São Francisco, Charitas e Jurujuba, liberando o efetivo do 12º Batalhão de Polícia Militar para atuar em outras regiões.

Por meio do programa, policiais lotados em batalhões de outras cidades do estado podem trabalhar em Niterói nos dias de folga em troca de remuneração paga pela Prefeitura. Divididos em duplas ou trios, os agentes percorrem as ruas dos bairros a pé, de carro, bicicleta ou de moto, sempre buscando atuar de forma preventiva.

De acordo com a Prefeitura, desde a implantação do Programa, em dezembro de 2017, foram cumpridos 447 mandados de prisão de foragidos da Justiça e evadidos do Sistema Prisional.

Também foram encaminhados às delegacias 77 pessoas por roubo, 114 por furto, 11 por tentativa de furto, 6 por tentativa de roubo, 37 por porte ilegal de arma de fogo, 28 por tráfico de drogas, 40 por receptação e 8 por tentativa de homicídio. Foram recuperados 99 veículos e 41 armas de fogo foram apreendidas, entre outras ocorrências. 

A Secretaria de Estado de Polícia Militar também foi procurada pela reportagem, mas ainda não detalhou o motivo da transferência do major David.

Interrogações

O burburinho sobre uma possível saída do major David da coordenação do Niterói Presente – programa custeado pela Prefeitura de Niterói, com um investimento anual de R$ 25 milhões, começou a circular no início de dezembro do ano passado.

A permanência dele chegou a ser amplamente defendida por diferentes instituições e abraçada por moradores de Niterói, que organizaram mobilizações e abaixo-assinados para impedir a mudança.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com