domingo, 25 de outubro de 2020

Milicianos na mira das Forças Armadas e da Polícia Civil

Noventa e sete acusados de integrar uma das principais milícias do Rio de Janeiro são alvos de uma grande operação realizada nesta quina-feira (20) pelas Forças Armadas e pela Polícia Civil em 23 bairros da capital fluminense. De acordo com o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), que também participa da ação, o grupo controla várias comunidades da Zona Oeste da cidade do Rio e da Baixada Fluminense.

A milícia é, segundo o MPRJ, comandada por Wellington da Silva Braga, conhecido como Ecko. O grupo, que controla comunidades como as do Aço, Rodo e Antares de Três Pontes, na Zona Oeste, continua expandindo seus territórios pelo estado.

Entre os alvos estão suspeitos de trabalhar como auxiliares diretos de Ecko e integrantes do braço armado do grupo, que é responsável por extorquir comerciantes e moradores e por ameaçar vítimas e desafetos.

Segundo o MPRJ, o grupo cobra uma chamada “taxa de segurança” que moradores, ambulantes e comerciantes são obrigados a pagar sob risco de agressões e assassinatos. Além dos 97 mandados de prisão preventiva, também estão sendo cumpridos 296 de busca e apreensão.

Cerca de 200 policiais civis e 1.700 militares das Forças Armadas participam da ação.

(Fonte: Agência Brasil)

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *