terça, 19 de janeiro de 2021

Ministério Público denuncia ex-marido que matou juíza no Rio

Engenheiro será julgado por homicídio quintuplamente qualificado
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O Ministério Público (MP) denunciou, nesta quarta-feira (30), por homicídio quintuplamente qualificado, o engenheiro Paulo José Arronenzi, responsável pela morte de sua ex-mulher, a juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi. O crime foi no último dia 24, véspera de Natal, na Barra da Tijuca.

De acordo com a denúncia, trata-se de crime de feminicídio, perpetrado contra a mulher por razões da condição do sexo feminino, já que foi executado pelo denunciado contra sua ex-esposa, assim como qualificado – por ter sido praticado na presença das três filhas, uma com 10 anos e duas gêmeas com 7 anos de idade.

O inconformismo com o término do relacionamento fez com que a denúncia apontasse  motivo torpe como outra condição qualificadora. O crime foi ainda qualificado pelo fato de ter sido cometido por meio que dificultou a defesa da vítima, atacada de surpresa ao descer do carro quando levava as filhas ao encontro do assassino. Por fim, o meio cruel utilizado, já que as múltiplas facadas no corpo e no rosto da vítima lhe causaram intenso sofrimento físico.

Além de denunciar o assassino pelos crimes, o MP também pleiteia que ele seja condenado ao pagamento de indenização pelos danos materiais e morais causados à família da vítima, em valor a ser definido no curso do processo.

Agência Brasil

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *