sábado, 05 de dezembro de 2020

Morre Maria do 18º, moradora de quartel da PM

Depois de 40 anos morando no 18º BPM (Jacarepaguá) e se tornando a única civil a receber regalias da corporação, Maria de Fátima da Silveira, conhecida como Maria do 18º, morreu, neste final de semana, no Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no bairro do Estácio, no Rio.

A idosa era muito querida por todos da instituição e foi acolhida por policiais do batalhão de Jacarepaguá após criminosos invadiram sua casa, na Cidade de Deus, em 1981, quando ela tinha 25 anos e havia acabado de perder a avó.

Em setembro, Maria recebeu uma homenagem da corporação ao ter o nome utilizado para batizar o rancho do batalhão. Maria do 18º é a única civil, sem grau de parentesco com os agentes, a conseguir atendimento médico na unidade de saúde da instituição.

O Facebook do 18º batalhão lamentou a morte da idosa e fez uma homenagem à ilustre moradora do quartel.

“Hoje o 18⁰ batalhão e a Polícia Militar se despedem da nossa querida Maria. Ela nos deixou depois de quase 40 anos de convívio diário. Ganhou uma vida digna no quartel do 18⁰ Batalhão e nos retribuiu com sua alegria e amor, colecionando amigos e deixando saudades em todos que passaram. Ela sabia o quanto era querida por todos. você estará sempre em nossos corações!”, diz o comunicado nas redes sociais.

A PM não informou sobre dia e horário do sepultamento da idosa.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *