terça, 22 de setembro de 2020

Morte de garçom alerta para suspeita de extermínio em bairros de SG

Jovem estava casado a nove meses e deixa esposa gestante. Foto: Rede Social
Jovem estava casado há nove meses e deixa esposa gestante. Foto: Rede Social

A Polícia investiga a morte do garçom, identificado como Marlon Serdinkoff, de 26 anos, morto a tiros na tarde do último domingo (19), no Jardim Catarina, em São Gonçalo. Ele morava com a família no bairro e teria saído com um amigo para vender frangos na região, não voltando mais. A esposa dele informa que moradores relataram ter visto um veículo circulando na região, de onde teria partido os disparos.

Segundo ela, testemunhas relataram ainda que Marlon tentou fugir dos tiros, mas acabou atingido.

“Era por volta de 16h, ele estava trabalhando com um amigo vendendo frango no bairro, ele me mandou mensagem falando que já estava vindo para casa. Escutei o som dos tiros e então comecei a ligar para ele, que não atendia. Depois eu recebi a informação que uma pessoa foi baleada”, disse a esposa da vitima, que preferiu não se identificar.

Ainda sem saber do paradeiro do garçom, a família realizou buscas em hospitais e na segunda-feira (20) encontrou o corpo no Instituto Médico legal (IML) de Tribobó. Os pertences não foram encontrados.

De acordo com ela, moradores teriam presenciado a cena, alegando que o carro passou e de dentro dele foram feitos os disparos, mas não foi informada a identificação de quem estava e o modelo do veículo.

A Polícia Militar informa que não realizou operação na tarde de domingo no Jardim Catarina, quando houve o crime. A Polícia Civil também informa que não houve qualquer diligência na região quando os tiros foram relatados.

Marlon era casado há nove meses e deixa a esposa grávida de seis meses.

Extermínio

A morte do garçom Marlon Serdinkoff se soma à outras oito vítimas de arma de fogo. Entre elas, três fatais no mesmo final de semana em São Gonçalo, ou seja, oito pessoas foram baleadas e quatro mortas entre sábado e domingo. A somatória dos crimes se assemelha à forma como foram executados: segundo testemunhas, um veículo passa pela rua e de dentro os tiros são efetuados de forma aleatória.

No último final de semana, oito pessoas foram baleadas, sendo cinco delas mortas, em diferentes bairros de São Gonçalo. 

O primeiro caso aconteceu em um posto de combustíveis, no bairro do Camarão. 

Segundo a Polícia Militar, ocupantes de um veículo vermelho passaram atirando pela Avenida Santa Maria, na direção de pessoas que estavam próximas de um posto de combustível bastante movimentado na região. Quatro pessoas foram atingidas, duas morreram na hora. As outras duas, identificadas como Malu Miranda Vidal, de 25 anos e Bruno Maciel do Amaral, de 28 anos, foram levadas para o Pronto Socorro de São Gonçalo (PSSG) e posteriormente foram transferidas para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê. As vítimas passaram por cirurgia e foram liberadas. 

Ainda na mesma manhã de sábado, ocupantes em um carro também passaram pela Estrada do Coelho, no bairro Amendoeira, e atiraram contra quatro pessoas. 

Testemunhas relataram para a Polícia Militar que as vítimas andavam na rua quando foram alvejadas por ocupantes do veículo, modelo Citroen C3. 

As vítimas foram levadas para o HEAT, sendo uma delas identificada como Wemerson de Azevedo, de 27 anos, que teve a morte confirmada pela direção da unidade de saúde nesta terça-feira (21). 

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *