segunda, 18 de janeiro de 2021

Mulheres viram alvos de um incendiário na Região Oceânica de Niterói

Acusado enviava mensagens depressivas e intimidatórias que se desdobravam em ações incendiárias. Foto via grupo Plantão Enfoco

Um homem foi preso, na noite desta terça-feira (29), no bairro Engenho do Mato, na Região Oceânica de Niterói, após ser acusado de tentar incendiar e perseguir três mulheres de uma mesma família e moradoras de Itaipu. O caso foi divulgado, na madrugada desta sexta-feira (31), por policiais da Delegacia de Itaipu (81ª DP) que realizaram a prisão. 

Segundo a polícia, na residência do autor foram apreendidos uma arma de brinquedo, fogos, spray de pimenta, algemas e um facão. De acordo com a polícia, o homem, que já chegou a morar na Itália por 10 anos, foi acusado pelos crimes de incêndio, violência contra a mulher  e ameaça.

Ainda de acordo com a polícia, ele era amigo da família há 20 anos e desenvolveu uma verdadeira obsessão pelas mulheres da família – a mãe e suas duas filhas -, após o término da amizade.  

Apesar da polícia não ter informado o que teria causado a desavença, os investigadores descobriram que o ex- amigo da família se sentiu desprezado e deu  início a uma série de perseguições. 

A polícia apurou que o acusado enviava mensagens depressivas e intimidatórias que se desdobravam em ações incendiárias que poderiam ter terminado com a morte das vítimas.

Segundo os investigadores, a última tentativa de atingir as mulheres aconteceu no dia 23 deste mês. De acordo com a polícia, o acusado ateou fogo em dois carros, estando um deles estacionado no interior da garagem das vítimas. 

A polícia suspeita que, um ano antes, na virada de 2018/2019, o homem tenha colocado fogo na casa da família.

Investigações

Após um intenso trabalho investigativo, a polícia obteve imagens que mostraram o autor usando um tipo de touca para dificultar a ação da polícia e sua identificação.

Apesar disso, os agentes realizaram inúmeras diligências e, após uma semana, a equipe chegou à identificação do criminoso.

Na semana passada ele ateou fogo em carros. Foto via grupo Plantão Enfoco

No momento da prisão, o homem negou a autoria dos crimes, mas não contava com o fato dos investigadores perceberem queimaduras em seu corpo.

Durante o depoimento, o acusado acabou confessando a prática dos crimes e confirmou que pensava em praticar outros atos de vingança.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *