terça, 20 de outubro de 2020

Líder do tráfico na Zona Sul de Niterói está entre os mortos em ação da PM

Adriano Silva da Cruz estava no banco do carona durante perseguição. Foto: Plantão Enfoco

Denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) como gerente do tráfico de drogas no Morro do Cavalão, Adriano Silva da Cruz — conhecido pelo vulgo ‘Rato’ — está entre os cinco mortos na perseguição policial que mobilizou a Zona Sul de Niterói neste domingo (31).

Aos 35 anos de idade, Rato era braço-direito do chefe Reinaldo Medeiros Ignácio, o traficante ‘Kadá’, que apesar de cumprir pena em presídio federal de segurança máxima no Rio de Grande do Norte, ainda despacha ordens para o núcleo criminoso no Cavalão.

O grupo foi alvo de denúncia do MP em 2017, por movimentar o equivalente a R$ 150 mil por semana através da venda de entorpecentes na Zona Sul. Desde então, dois representantes de ‘Kadá’ na comunidade e sua esposa foram presos pela Delegacia de Icaraí (77ª DP). ‘Rato’ seria o substituto na linha direta com o chefe, dividindo funções com outro gerente.

Além da liderança, outros quatro homens acusados de integrar o tráfico do Cavalão morreram no confronto com a Polícia Militar na principal via Charitas. Com esta operação, as autoridades avançam na desarticulação da quadrilha que atua na região.

O grupo estava em fuga dos policiais em um HB20 branco quando foi interceptado. Três morreram no local e dois foram baleados. Entre os feridos, estava o gerente.

Rato estava no banco de carona do veículo quando foi atingido por tiros de fuzil. Embora tenha sido rapidamente socorrido pelo Corpo de Bombeiros, não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), no Fonseca, bairro da Zona Norte de Niterói.

A ação policial iniciou por volta das 10h. Viaturas do Batalhão de Niterói (12º BPM) estavam mobilizadas em toda a Zona Sul por conta de um deslocamento suspeito.

O HB20 havia se deslocado do Cavalão até o Morro do Preventório, em Charitas, para o que seria uma reunião de lideranças do Comando Vermelho (CV) que atuam em Niterói. Câmeras do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) identificaram o veículo saindo do Preventório.

Ao sair do Preventório, viaturas partiram à caça ao veículo pela Avenida Prefeito Sílvio Picanço, no sentido Icaraí. Na altura do número 615, os criminosos colidiram contra um New Beatle e perderam o controle da direção. Foi o tempo necessário para que uma viatura conseguisse interceptar o carro.

O caso ainda está sendo investigado pela Polícia Civil. O local foi preservado para perícia da Delegacia de Homicídios de Niterói (DHNSG).

Publicado às 14h

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *