sábado, 31 de outubro de 2020

Operação na Unidade Prisional da PM em Niterói

O Comando Conjunto, em apoio à Secretaria de Estado de Segurança, e no contexto das medidas implementadas pela Intervenção Federal na Segurança Pública, deflagrou, na manhã desta sexta-feira (21), uma operação na Unidade Prisional da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, no Fonseca, Zona Norte de Niterói.

A ação tem como objetivo realizar inspeção visual e varredura eletrônica/magnética nas instalações da Unidade Prisional a fim de localizar materiais não permitidos. Para isso, conta com a participação de 160 militares das Forças Armadas e cem policiais militares. Essa é a terceira vistoria feita na unidade neste mês.

É nessa unidade que o governador do Rio Luiz Fernando Pezão está preso, desde o dia 29 de novembro pela Operação Boca de Lobo. Ele está sozinho em uma sala de Estado Maior, que é uma espécie de cárcere especial, sem as características de uma cela.

O ambiente, que é monitorado por câmeras de segurança, consiste em sala de três por quatro metros sem grades, que conta com cama, prateleira e mesa, além de banheiro. Pezão tem direito a ficar no local por estar no exercício do mandato.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *