segunda, 21 de setembro de 2020

PM ocupa Complexo da Alma por tempo indeterminado

Polícia ocupou a comunidade nesta sexta-feira (28). Foto: PMERJ

Policiais militares do Batalhão de São Gonçalo (7º BPM) ocupam, desde a manhã desta sexta-feira (28), a base da facção ‘Terceiro Comando Puro (TCP), no Complexo da Alma, em São Gonçalo.

De acordo com a Polícia Militar, a ocupação acontece por tempo indeterminado com o objetivo de coibir o tráfico de drogas e guerra de facções na região. Os batalhões de Niterói (12º), Itaboraí (35º) e Cabo Frio (25º) estão apoiando a ação.

Ainda segundo a PM, diversas equipes se deslocaram e tomaram pontos estratégicos do tráfico na comunidade. Entre os locais ocupados está a Vila Candoza, onde no ponto alto do morro foram escavadas trincheiras – tática de guerra antiga usada por exércitos para abrigo de militares – pelos traficantes.

Apesar da disputa entre facções do Comando Vermelho (CV) e do Terceiro Comando Puro (TCP) pela comunidade, a polícia relatou que ocupou a localidade sem confrontos e sem realizar prisões até a noite deste sábado (29).

Operação

Na primeira semana do mês de agosto, no dia 5 (quarta-feira), a Polícia Militar realizou uma megaoperação com mais de 10 equipes do 7º BPM no Complexo da Alma.

De acordo com a PM, a ação foi autorizada sob a avaliação da liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) e tinha o objetivo de cessar recorrentes conflitos envolvendo facções rivais, além de prender criminosos e averiguar denúncias de tráfico de drogas.

A operação teve cinco mortos, além de dois presos. Um fuzil, três pistolas, e drogas também foram apreendidos.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *