domingo, 17 de janeiro de 2021

Polícia ‘caça’ no Rio acusados de exploração sexual infantil

Os alvos da operação são suspeitos de se valer do anonimato para exibir, acessar e compartilhar essas imagens. Foto: Pedro Conforte

As polícias Civil de São Paulo e Federal fazem, nesta quarta-feira (25), uma operação contra suspeitos de compartilhar imagens de abuso sexual de crianças e adolescentes. A operação Black Dolphin está cumprindo 219 mandados de busca e apreensão nos estados de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Minhas Gerais e do Rio Grande do Sul.

De acordo com a Polícia Federal (PF), o objetivo é localizar arquivos digitais desse tipo de abuso que são compartilhados na deep web, uma espécie de rede invisível para o usuário comum.

Os alvos da operação são suspeitos de se valer do anonimato para exibir, acessar e compartilhar essas imagens.

No bairro do Cachambi, na Zona Norte do Rio de Janeiro, uma pessoa foi presa em flagrante por possuir imagens de abuso sexual infantil, segundo a PF.

Agência Brasil

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *