terça, 20 de outubro de 2020

Polícia Civil realiza Operação Carnaval 2020 a partir de sexta

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Secretaria de Estado de Polícia Civil realizará a Operação Carnaval 2020, a partir das 18h de de sexta-feira (21), até as 8h de quarta-feira (26) e das 20h de sexta (28) às 20h de 01/03. O efetivo será reforçado em todas as delegacias do estado – que funcionarão normalmente – e um haverá uma projeção da 6ª DP (Cidade Nova), funcionando para registros de ocorrências dentro do Sambódromo nos dias de desfile.

Carnaval de rua:

As delegacias das regiões impactadas com o carnaval de rua em todo o estado contarão com reforço. A 9ª DP (Catete) funcionará como Unidade de Apoio Estratégico das centrais de flagrante. As delegacias do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (DAIRJ), da Criança e Adolescente Vítima (DCAV), de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) e de Apoio ao Turismo (DEAT) também terão reforço de efetivo.

A DEAT será central de flagrante para registros que envolvam turistas estrangeiros e apoio às centrais de flagrante da capital, quando necessário. A Polinter estará de prontidão para atender casos de custódia de presos. Já Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) estará de sobreaviso para eventual acionamento, assim como equipes do Esquadrão Antibombas.

Sambódromo:

Além do efetivo para atendimento de ocorrências na projeção da 6ª DP no Sambódromo, a unidade também contará com peritos criminais e papiloscopistas e terá apoio de peritos legistas, que ficarão no Instituto Médico Legal à disposição para atender ocorrências registradas no local.  A estrutura irá se repetir no sábado, dia 29, no Desfile das Campeãs. Agentes da Coordenadoria de Fiscalização de Armas e Explosivos (CFAE) atuarão na fiscalização de fogos de artifício.

Campanha Basta! do Departamento Geral de Proteção à Mulher (DGPAM):

Policiais das Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher (DEAMs) estarão no sambódromo e nas ruas com a campanha Basta!,para alertar as mulheres sobre a importunação sexual e outras violências contra a mulher. O Rio de Janeiro tem 14 DEAMs e 13 Núcleos de Atendimento à Mulher.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *