sábado, 26 de setembro de 2020

Polícia ouve familiares de militar espancado em São Gonçalo

Walter Leão era sargento da Marinha. Foto: Redes Sociais

A polícia está em busca de imagens que levem até a autoria das agressões que terminaram na morte do sargento da Marinha, Walter de Souza Carneiro Leão Junior, de 35 anos, no último sábado (29). O militar reformado foi espancado após sair de um pagode, no bairro de Lagoinha, em São Gonçalo, na noite do dia 23.

De acordo com o delegado da Delegacia de Alcântara (74ª DP), Edézio Ramos, familiares da vítima prestaram esclarecimentos nesta terça-feira (1º) e agora diligências estão voltadas para tentar identificar a ligação do militar com as pessoas que estavam no bar na noite do crime, por isso as buscas por câmeras de segurança na região. Uma das principais hipóteses que norteia uma das linhas de investigação é de que as agressões tenham sido motivadas por homofobia.

“Estamos colhendo depoimentos e imagens de regiões próximas de onde ele teria curtido a festa para tentar identificar a autoria. As investigações estão bem encaminhadas e nenhuma linha de investigação está descartada”, explicou o delegado.

Em depoimento, familiares informaram que o militar era homossexual e não possuía vínculo afetivo atualmente. Segundo a polícia, a vítima chegou a ser socorrida para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, em São Gonçalo, onde ficou internada em estado grave por cerca de cinco dias, mas não resistiu às lesões. A unidade informou que Walter sofreu múltiplos traumatismos.

Em nota, a Marinha do Brasil, por intermédio do Comando do 1º Distrito Naval, informou que tomou conhecimento sobre fato envolvendo militar reformado e se solidariza com a família. De acordo com a instituição, o assunto não possui vínculo com a justiça militar, mas reitera que repudia quaisquer atos ilegais contra a vida, a honra e os princípios militares, e que permanecerá auxiliando, no que couber, as investigações.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *