terça, 20 de outubro de 2020

Presa em Niterói acusada de usar bandidos para torturar no Fonseca

Acusada foi presa quando se dirigia para a sala onde participaria de um concurso. Foto: PCRJ

Uma mulher, investigada pela participação em uma sessão de tortura que culminou na amputação do órgão genital de um adolescente de 14 anos, foi presa na tarde deste domingo (8) no campus da Universidade Federal Fluminense (UFF), no bairro de São Domingos, em Niterói.

Segundo a Polícia Civil, contra a acusada foi cumprido um mandado de prisão, referente ao crime ocorrido em 2013, na região da Palmeira, no Fonseca, Zona Norte de Niterói.

Ainda de acordo com a Polícia, todos os acusados de participação no crime já foram presos e a acusada era a única que permanecia foragida.

A acusada foi presa quando se dirigia para uma sala de aula da universidade para fazer prova de concurso público. Ela será encaminhada ao sistema prisional, onde iniciará o cumprimento de sua pena.

O caso

Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu no dia 10 de outubro de 2013. Na ocasião, a acusada teria informado aos traficantes da comunidade local que a vítima haveria estuprado uma criança de 4 anos, incitando os traficantes a darem um “corretivo” no adolescente. Por conta disso, a vítima foi capturada e submetida ao ‘tribunal do tráfico’, sendo em seguida amarrado em um poste em que foi espancado e, por fim, mutilado. Na época dos fatos, a criança que teria sido estuprada pelo adolescente foi encaminhada a exame pericial e a violência sexual não foi confirmada.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *