terça, 29 de setembro de 2020

Preso delator da Lava-Jato e ex-subsecretário de Saúde do Rio

Prisão foi feita pela Polícia Federal, com apoio do Ministério Público Federal (MPF). Foto: Agência Brasil

A Polícia Federal prendeu, na tarde desta quinta-feira (16), o ex-subsecretário de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, Cesar Romero, por descumprimento do acordo de colaboração premiada firmado com a Justiça.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), além da prisão preventiva, foram apreendidos celulares e computadores no endereço profissional do colaborador.

A procuradoria disse que, ao celebrar um novo acordo de colaboração premiada, recebeu provas de que o ex-subsecretário “violou o dever de sigilo durante as tratativas do acordo, tendo negociado o recebimento de valores de outros investigados”.

Em troca, ele não teria reportado às autoridades os crimes nos quais estes estariam envolvidos. Para o MPF, a conduta do colaborar também configura o crime de obstrução de justiça.

Cesar Romero estava com viagem marcada para os Estados Unidos e embarcaria nesta quinta (16). O acordo foi firmado em março de 2017 e contribuiu para as investigações das operações Fratura Exposta, Ressonância e SOS, todas sobre crimes praticados na área da saúde.

Agência Brasil

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *