quinta, 01 de outubro de 2020

SG tem o menor índice de homicídios em 15 anos

Polícia integra perícia de homicídio em Santa Luzia em novembro. Foto: Alex Oliveira

Os índices criminais de São Gonçalo encerraram o ano de 2019 em queda, indicando um ano mais pacífico na segunda cidade mais populosa do Rio. O balanço foi divulgado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) nesta terça-feira (21).

Ao todo, 261 pessoas foram vítimas de homicídio doloso (quando há intenção de matar) na cidade no último ano. Esse número representa uma redução de 21% em relação a 2018 e foi o menor dos últimos 15 anos, quando iniciou a série histórica do ISP.

As mortes em ações policiais, no entanto, seguiram o caminho inverso e chegaram ao maior patamar da série histórica. No ano passado, 220 pessoas morreram por intervenção de agentes do Estado, contra 166 mortes em 2018.

Em meio aos confrontos, dois policiais militares morreram em serviço ao longo do ano. A área de São Gonçalo é monitorada pelo 7º Batalhão de Polícia Militar, por quatro delegacias distritais e, a partir desse ano, o policiamento contará com o programa Segurança Presente e com o armamento da Guarda Civil Municipal.

Menos roubos

A rotina de furtos e roubos que assolava os gonçalenses há cerca de quatro anos mudou em 2019, de acordo com o balanço do ISP. Os registros de roubo de celulares e assaltos a ônibus reduziram 13% em relação ao ano anterior. Porém, o destaque ficou com a queda de 23,7% no roubo de carros e motos.

Esta foi a segunda maior redução do indicador em todo o estado. Apesar do recuo, 4,6 mil veículos foram roubados na cidade — o que equivale a 12 roubos a cada 24h.

Os assaltos contra os motoristas de São Gonçalo vinham reduzindo desde outubro. Apesar do recuo, esse tipo de crime ainda não melhor que o patamar alcançado em 2015.

O bairro de Alcântara, na circunscrição da 74ª Delegacia de Polícia (DP), sofreu piora nos roubos com 1565 carros e motos roubadas. As áreas das outras três distritais, no Mutuá (72ª DP), em Neves (73ª DP) e em Rio do Ouro (75ª DP), registraram uma média de mil roubos.

Estradas mais seguras

Os roubos de carga em São Gonçalo caíram de 1,7 mil para 1,4 mil ao ano. São 3,8 roubos de carga por dia na cidade, que concentra trechos das rodovias BR-101 e da RJ-104.

Os números representam uma redução de 17% em relação a 2018, quando São Gonçalo passou a concentrar os roubos de carga no estado ao lado da cidade do Rio, segundo estudo do ISP.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *