quarta, 25 de novembro de 2020

Adolfo Konder é escolhido para chefiar o Detran

Adolfo Konder assume a pasta no lugar de Marcello Braga Maia. Foto: Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

O Departamento de Trânsito Rio (Detran) ganhará um novo presidente na próxima segunda-feira (5): Adolfo Konder — velho conhecido na política de São Gonçalo — cidade em que passou oito anos no exercício da gestão pública. A informação da nomeação foi confirmada pelo Governo do Estado.

Konder que estava à frente da Secretaria Municipal de Cultura do Rio há mais de um ano, chega para ocupar a vaga de Marcello Braga Maia. Diz logo de início que vai trabalhar para promover dois projetos: modernização do órgão e resolução de filas nas unidades, devido ao contexto da pandemia de Covid-19.

“É sempre um desafio. Acho que temos alguns pela frente: trabalhar pela modernização do órgão, buscando com que os serviços se tornem mais digitais (Detran Na Palma da Sua Mão), através dos aplicativos, serviços de mobile; além de buscar resolver os desafios no período da pandemia (filas, retomar serviços de habilitação, etc). Fazer isso aos poucos”, pontua.

O governador em exercício Cláudio Castro agradeceu ao trabalho de Maia e desejou sorte ao Konder. “Sou grato ao trabalho realizado pelo Marcello Braga à frente do Detran e desejo sorte na nova empreitada do presidente que será nomeado”, afirmou.

Segundo Adolfo Konder, também já existe a ideia de um ‘Detran Itinerante’ nos municípios. “[Servirá] para resolver esses serviços represados. Também queremos trabalhar com a educação no trânsito, que sempre foi uma característica do Detran. Então são dois desafios: fortalecer serviços de forma digital e resolver problemas das filas e serviço de habilitação e licenciamento”, frisou Konder.

Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ), Adolfo Konder foi presidente da Empresa Municipal de Multimeios (Multirio), secretário de Desenvolvimento Social de São Gonçalo, atuou como coordenador de posto do Detran. Também foi candidatado à Prefeitura de São Gonçalo nas eleições 2012.

“Acho que a gente deixou um legado. Conseguimos colocar o Museu do Amanhã sustentável, sem custo para a prefeitura; conseguimos aprovar na Câmara de Vereadores o sistema municipal de Cultura e Fundo Municipal de Cultura: um legado de política pública, lançando dois editais importantes para a Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural, no valor de R$ 39 milhões […]”, concluiu Adolfo Konder sobre a pasta de Cultura, que acaba de deixar.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *