sexta, 16 de abril de 2021

Após Ernesto, mais uma baixa no governo Bolsonaro

Militar enviou carta agredecendo e que preza pelas “Forças Armadas”. Foto: Marcelo Casal/Agência Brasil

O governo Bolsonaro sofreu mais uma baixa nesta segunda-feira (29). Logo após o anúncio da saída do diplomata Ernesto Araújo, do ministério das Relações Exteriores, dessa vez, quem está deixando o cargo de chefe da pasta da Defesa é o general do exército Fernando Azevedo e Silva. Ele estava no governo desde o início da transição, em 2018.

É o segundo ministro do presidente Jair Bolsonaro a deixar o cargo só nesta segunda-feira. O militar divulgou a carta que enviou ao presidente, e diz que “sai na certeza da missão cumprida”. Ele também agradeceu pela confiança no cargo e que preserva as Forças Armadas.

Carta

Agradeço ao Presidente da República, a quem dediquei total lealdade ao longo desses mais de dois anos, a oportunidade de ter servido ao País, como Ministro de Estado da Defesa.

Nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado.

O meu reconhecimento e gratidão aos Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, e suas respectivas forças, que nunca mediram esforços para atender às necessidades e emergências da população brasileira.

Saio na certeza da missão cumprida.

Fernando Azevedo e Silva

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');