sexta, 18 de setembro de 2020

Axel se filia ao PDT de Rodrigo Neves e Carlos Lupi

Axel Grael assina filiação ao PDT
Na mesa, Paulo Bagueira (esq.), Axel Grael, Rodrigo Neves e Carlos Lupi. Foto: Marcelo Tavares

Após mais de três décadas ligado ao ambientalismo pelo Partido Verde (PV), o secretário municipal de Planejamento, Axel Grael, mudou de legenda. Uma plenária no diretório do Partido Democrático Trabalhista (PDT) em Niterói, nesta quarta-feira (29), marcou sua filiação ao partido fundado por Brizola.

O ato lotou o diretório, com cerca de 400 apoiadores do grupo. Grael estava no PV desde a sua fundação, na década de 80. A troca de partido abre caminho para a candidatura de Grael à Prefeitura de Niterói, com o deputado estadual Paulo Bagueira (Solidariedade) como vice.

Na plenária, o presidente nacional do partido Carlos Lupi destacou a importância de Niterói no contexto nacional do partido e celebrou a filiação de Grael.

“Niterói marcou a imagem do PDT pela competência, da eficiência e da lealdade com a causa popular”, afirmou o líder partidário.

No discurso de filiação ao partido, Grael lembrou da ligação de sua família com o trabalhismo e os quatro anos em que ocupou o cargo de titular no Instituto Estadual de Florestas, durante a segunda gestão do governador Leonel Brizola.

Axel foi vice-prefeito no primeiro mandato de Rodrigo Neves, mas foi barrado pela Justiça Eleitoral na disputa municipal pela reeleição. Em ritmo de campanha, destacou os resultados da Prefeitura.

“Estamos na liderança de ranking de saneamento, de gestão fiscal, de gestão de resíduos sólidos, da educação. Estamos dando início à uma caminhada eleitoral, mas temos resultados para mostrar”, afirmou o pré-candidato.

A chapa foi indicada pelo presidente do diretório e prefeito Rodrigo Neves, que está no segundo mandato. “Tomamos essa decisão agora porque precisamos formar as alianças”, afirmou o prefeito.

Bagueira, por sua vez, afirma que vai permanecer no Solidariedade, mas falou sobre o partido do parceiro de chapa: “Exerci três mandatos de vereador e comecei a construir uma vida pública no PDT. Aqui se constrói unidade”, relembrou.

A deputada estadual Martha Rocha, que deve concorrer como prefeita no Rio de Janeiro, e Marlos Costa, pré-candidato em São Gonçalo, estiveram na plenária.

Aliança

Segundo o presidente da legenda em Niterói, Rodrigo Neves, ao menos 15 partidos foram sondados para compôr a coligação.

Lideranças do Avante, Partido Verde (PV), Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Progressista (PP) acompanharam a plenária.

Vereadores

O diretório está definindo os candidatos que vão concorrer a vereador. Por enquanto, o vereador Renato Carriello já manifestou o interesse em tentar a reeleição.

Atualmente no Solidariedade, o vereador Andrigo de Carvalho também vai aproveitar a janela partidária para tentar se reeleger pelo PDT.

“Estamos concluindo em fevereiro a nominata do PDT. Temos uma dezena de candidatos mas não tenho dúvida de que o PDT vai eleger a maior bancada da Câmara de Vereadores. É importante ter o apoio do legislativo para garantir equilíbrio, estabilidade e governabilidade”, afirmou Rodrigo Neves, que preside o diretório.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *