sábado, 05 de dezembro de 2020

Caminhadas eleitorais de norte a sul de Niterói

Felipe Peixoto (PSD) dedicou o dia para mais gravações de programas eleitorais. Foto: Divulgação

No dia que começou o prazo para que candidatos e partidos políticos enviem à Justiça Eleitoral a prestação de contas parcial referente às Eleições Municipais 2020, prefeitáveis de Niterói foram mais uma vez às ruas tentar convencer os eleitores sobre as suas respectivas propostas voltadas para diversas áreas.

Todos os candidatos, independentemente de estarem com o registro deferido ou não, deverão encaminhar a prestação de contas parcial desta quarta-feira (21) até o domingo (25), por meio do Sistema de Prestação de Contas Eleitorais (SPCE).

O candidato Felipe Peixoto (PSD) dedicou a quarta para mais gravações de programas eleitorais da coligação Niterói Primeiro, com destaque para projetos da saúde. “Nosso primeiro ato de governo será municipalizar o Hospital Oceânico”, garante Felipe.

Entre outras ações do Programa de Governo do PSD para a saúde estão a reforma do Hospital Psiquiátrico de Jurujuba (HPJ) e a construção de um centro de imagens do município. Ele lembrou que o único tomógrafo da rede pública é o do Hospital Estadual Azevedo Lima. Segundo Felipe, o objetivo do seu governo é ampliar e remodelar a rede hospitalar municipal, “que está totalmente deficitária”, alega.

Nas palavras dele, um exemplo seria o número de leitos de CTI. “Sem o Hospital Oceânico, o município oferece apenas sete dessas vagas. Outro problema grave é a falta de um centro de imagem. O único tomógrafo da rede pública em Niterói é em uma unidade do estado, o Azevedo Lima, no Fonseca”, continua.

“Vamos comprar o Hospital Oceânico, unidade que em 2014, como deputado, pedi a desapropriação e municipalização. No primeiro momento ele segue específico para a Covid-19, mas depois da pandemia será aberto a outras emergências. Vamos também reformar o Hospital de Jurujuba e criar uma rede de atendimento psicológico e de residências terapêuticas na cidade. Precisamos reorganizar e definir o perfil dos hospitais e reestruturar todas as unidades do município, com modernização física e integração da rede”, destaca Felipe.

O candidato Deuler da Rocha (PSL), participou pela manhã de um café da manhã com apoiadores em Icaraí, Zona Sul da cidade. Ainda pela manhã ele realizou reuniões com equipe de campanha em São Francisco.

À tarde, deu entrevista para imprensa local. No início da noite, Deuler esteve no comitê central na Rua Gavião Peixoto, em Icaraí, para conversar com eleitores, seguindo depois para caminhada no bairro. Finalizando a agenda, caminhou também por vias do Jardim Icaraí, onde conversou com moradores.

A manhã do candidato Axel Grael (PDT) começou com um café e uma caminhada na Região Oceânica. Durante a tarde, Grael também caminhou pelo Centro, ao lado do prefeito Rodrigo Neves, e pelas ruas de Icaraí.

Na Região Oceânica, Grael foi recebido por moradores e lideranças da comunidade Bonsucesso, em Piratininga. No café da manhã comunitário, o candidato falou sobre o grande ciclo de investimentos na região nos últimos oito anos, com obras de drenagem e pavimentação que transformaram a vida da população. O candidato também caminhou pela Avenida Central, em Itaipu, cumprimentando moradores do bairro, seguindo os protocolos de distanciamento social.

No início da tarde, Grael seguiu para a Avenida Ernani do Amaral Peixoto, no Centro, por onde caminhou ao lado do prefeito Rodrigo Neves, conversando com a população sobre as propostas de governo. Entre os compromissos assumidos por Grael está a revitalização do Centro, com estímulo à ocupação habitacional de prédios subutilizados, e obras de reurbanização na Amaral Peixoto e Visconde do Rio Branco.

Em seguida, Grael fez uma caminhada pelas ruas Gavião Peixoto e Coronel Moreira César, em Icaraí, para conversar com moradores e comerciantes sobre os avanços de Niterói. À noite, o candidato ainda participou de uma roda de conversa com mulheres em São Francisco, debatendo políticas públicas e apresentando ideias.

“A gestão do Rodrigo foi histórica para a nossa cidade e queremos dar continuidade a esses avanços. A Região Oceânica vem passando por uma grande transformação nos últimos anos. Construímos o túnel Charitas-Cafubá, a TransOceânica, escolas, levamos drenagem e pavimentação para todo lado. Bairros inteiros foram reurbanizados”, lembrou Grael.

O tema da saúde mental dominou a agenda de Flavio Serafini e Josiane Peçanha (PSOL). Durante a manhã, após realizarem caminhada a dupla visitou o CAPS AD na Alameda. O que encontraram lá, segundo Serafini, foi o retrato da rede de saúde mental da cidade. “A unidade está com problemas graves de infraestrutura, com muro caindo, infiltração no teto e sem recursos para comprar insumos para realizar atendimentos e oficinas”, disse.

O Programa de Governo de Flavio e Josiane prevê a promoção da saúde mental, com ampliação do acolhimento, cuidado integral e intersetorial das pessoas em sofrimento psíquico, na perspectiva da reforma psiquiátrica, com prática antimanicomial e visando a integração plena à sociedade.

Outra proposta é a ampliação imediata dos Serviços de Residências Terapêuticas para promover a desinstitucionalização de usuários de saúde mental e fechamento gradativo dos leitos em manicômios, construindo um Estado sem manicômios públicos ou privados, com a substituição dos mesmos por serviços humanizados e territorializados.

“O que vimos é parte de um problema mais grave, que revela que Niterói não cumpre o mínimo estabelecido em relação à área de saúde mental. A rede gira em torno de um hospital psiquiátrico, induzindo à crises dos usuários por falta de condições de atendimento. Isto resulta, muitas vezes, na hospitalização contrariando os direitos dos usuários preconizados pela política de saúde mental da Reforma Psiquiátrica”, completou Serafini, que é presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental e de Luta Antimanicomial da Alerj.

Ao final do dia, Flavio e Josiane participaram de uma roda de conversa online sobre o tema da saúde mental.

A candidata Juliana Benício (NOVO) fez uma caminhada por Santa Rosa onde panfletou, conversou com eleitores, comerciantes, taxistas, motoristas de aplicativos. Com aproximadamente 30 mil habitantes, Santa Rosa é um bairro residencial tradicional em Niterói e abriga colégios importantes, segundo lembrou Benício.

“Além da tradição, da vocação familiar, Santa Rosa tem o comércio e o empreendedorismo em seu DNA, mas pode ir muito mais além com o apoio da prefeitura”, acrescentou.

No local, além da questão da segurança, a candidata afirmou que os comerciantes e empreendedores do bairro reclamaram do trânsito “que vive congestionado em áreas importantes como, por exemplo, a rua Noronha Torrezão que fica praticamente parada o dia todo”, disse. Juliana contou que “a Nittrans é um dos mistérios de Niterói”.

“A Nittrans é uma caixa preta que eu vou abrir logo porque a cidade não pode esperar. Eu não me lembro de ter passado pela Noronha Torrezão sem engarrafamentos, aliás em toda Santa Rosa é assim. A Nittrans vai ser comandada por técnicos com vasta experiência em mobilidade urbana, gente afinada com o que existe de mais moderno e barato. Já foi o tempo em que trânsito era tratado com apito, bronca e cones […]”, continuou.

A candidata do NOVO falou da necessidade de racionalizar as paradas de vans e ônibus escolares em frente aos colégios. Os moradores reclamaram muito do barulho ensurdecedor das motocicletas que circulam pelo bairro com alterações no escapamento.

O candidato Allan Lyra (PTC) iniciou sua agenda em visita à Região Oceânica, onde panfletou e realizou gravação expondo a realidade das Administrações Regionais em Niterói. 

No caso da Administração Regional da Região Oceânica, Allan denuncia “o gasto anual de mais de R$ 600 mil somente com folha de pessoal”, e alega ainda “ser mais um órgão que não traz benefício algum para a cidade”.

 “Isso tem que acabar! O orçamento de Niterói precisa ser usado para fins que de fato sirvam a população”, desabafa o candidato.

Na sequência, encontrou-se com representantes de lotéricas, para discutir importantes demandas como a segurança em suas unidades, bem como os prejuízos causados durante a pandemia.

O candidato participou ainda de entrevistas à imprensa e, encerrando sua agenda do dia, participou de uma live tratar o tema da “Cristofobia”, repercutido nas redes após as igrejas destruídas nas recentes manifestações no Chile.

Os candidatos Danielle Bornia (PSTU), Renata Esteves (PMB) e Tuninho Fares (DC) não divulgaram material de campanha até a publicação da matéria.

Publicada às 21h

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *