domingo, 13 de junho de 2021

Conselho de Ética aprova cassação do mandato de Flordelis

Flordelis tem cinco dias para recorrer da decisão. Foto: Arquivo/Pedro Conforte

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados decidiu, por 16 votos a 1, pela cassação do mandato da deputada Flordelis dos Santos de Souza (PSD), acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019, no bairro Pendotiba, em Niterói. A decisão foi tomada durante audiência realizada na tarde desta terça-feira (8).

Os deputados aprovaram o relatório do deputado Alexandre Leite (DEM-MG), apresentado no último dia 1º. Em seu relatório de 28 páginas, Alexandre Leite afirmou que o conjunto de indícios, tomados em encadeamento lógico, revela-se suficiente para a tomada da decisão pela perda do mandato.

“Foram analisados diálogos obtidos a partir da quebra dos sigilos telefônicos e telemáticos, os depoimentos dos envolvidos e de testemunhas, bem como os respectivos relatórios policiais, provas obtidas pela justiça e compartilhadas com este relator em caráter sigiloso”, explicou.

O único voto contrário a cassação do mandato da parlamentar foi de Márcio Labre (PSL-RJ). Caso seja de seu interesse, Flordelis tem cinco dias úteis para recorrer da decisão. Após o recurso, o processo segue para o plenário da Câmara, onde a maioria absoluta dos deputados precisa concordar com a perda ou manutenção do mandato. Ainda não há data para a votação em plenário.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');