domingo, 27 de setembro de 2020

Crise hídrica: Witzel demite presidente da Cedae

Hélio Cabral foi demitido por ordem de Witzel. Foto: EBC
Hélio Cabral foi demitido por ordem de Witzel. Foto: EBC

Após mais de um mês de crise hídrica na Região Metropolitana do Rio, o diretor-presidente da Companhia Estadual de Águas de Esgoto (Cedae), Hélio Cabral, será demitido por determinação do governador Wilson Witzel (PSC).

Uma reunião extraordinária do conselho da Cedae nesta terça-feira (11) vai discutir a transição. No entanto, Witzel viaja a Brasília para um encontro com governadores e não vai integrar a reunião do conselho.

Hélio Cabral havia confirmado presença em audiência pública sobre a crise convocada pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) para as 10h desta terça-feira (11).

Quem vai ocupar o lugar de Cabral é o engenheiro Renato Lima do Espírito Santo, que atua na direção da Companhia. A Cedae ainda não informou se o presidente irá prestar esclarecimentos ao parlamento.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *