segunda, 17 de maio de 2021

Deputado de Niterói se envolve em nova confusão com policiais

Caso aconteceu na madrugada deste sábado. Foto: Arquivo Plantão Enfoco

O deputado estadual Gustavo Schmidt (PSL) se envolveu em uma nova confusão com policiais, na madrugada deste sábado (24), na RJ-106, na altura da Serra do Mato Grosso, divisa entre Maricá e Saquarema. Ele é acusado de agredir um dos policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv).

De acordo com a Polícia Militar, policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) estavam baseados no km 44 da RJ-106, na altura da Serra do Mato Grosso, quando decidiram abordar um veículo. Em seu interior, estava o parlamentar com a família, e segundo a polícia apresentava estado emocional visivelmente alterado.

De acordo com a PM, durante a abordagem, o parlamentar utilizou palavras ofensivas e desrespeitosas com os policiais. Não havendo nenhuma situação de flagrante, o parlamentar seguiu viagem com a família.

Entretanto, horas depois, os policiais informaram que o deputado retornou ao local da abordagem depois de deixar a família em casa. Segundo a polícia, o parlamentar adentrou no Posto de Policiamento Rodoviário demonstrando nervosismo exigindo desculpas dos policiais pelo tratamento recebido durante a abordagem.

Ainda segundo a polícia, diante do nervosismo, o parlamentar teria desferido um soco em um dos policiais. Entretanto, mesmo após a confusão, o parlamentar não foi detido, mas os policiais registraram a ocorrência na Delegacia de Maricá (82ªDP).

Procurada, a assessoria de Gustavo divulgou nota contestando a versão da PM.

‘O deputado Gustavo Schmidt em nenhum momento foi detido. Ao se encaminhar com seu filho e sua namorada para um sítio da família em Saquarema, o veículo em que estava foi parado e houve uma abordagem ríspida dos policiais. Liberado, o deputado deixou o filho e a namorada no sítio e retornou ao DPO, pois suspeitava que a blitz realizada seria ilegal, e solicitou ao policial a Ordem de Serviço da operação, que não foi apresentada. Na ocasião, o deputado foi novamente desacatado pelos policiais.’

Ainda de acordo com a nota, o deputado nega ter agredido qualquer policial e irá solicitar formalmente a apuração do caso.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');