quarta, 20 de janeiro de 2021

Felipe Peixoto assume como deputado estadual nesta segunda

Publicada às 12h32. Atualizada às 17h22.

O convite foi feito pela Mesa Diretora da Alerj. Foto: Pedro Conforte

O ex-candidato a prefeito de Niterói Felipe Peixoto (PSD) tomou posse como deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio na tarde desta segunda-feira (4). A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do político.

Ele assume o lugar do deputado Jorge Felippe Neto (PSD), novo secretário municipal de Trabalho e Renda do Rio.

O convite ao Peixoto, que é primeiro suplente do Partido Social Democrático, foi feito pela Mesa Diretora da Alerj. A convocação é regulamentada pelo artigo 258, inciso II, do Regimento Interno e foi publicada no Diário Oficial do Estado.

Felipe Peixoto publicou um ‘storie’ na rede social Instagram, durante a manhã desta segunda, exibindo um terno, indicando os preparativos para a posse: “Sacudindo a poeira”, escreveu.

Ele disse que o retorno à Alerj ocorre com ‘muito entusiasmo e orgulho após um ano extremamente difícil’, citando ainda as perdas por conta do coronavírus, em especial a do pai.

É com muito entusiasmo e orgulho que retorno à Alerj para assumir mais uma vez a cadeira de deputado estadual. “Esse mandato tem para mim um significado muito especial. Será um mandato de renovação e recomeço da minha vida pública, principalmente, em homenagem ao meu pai, meu maior cabo eleitoral e maior inspiração ao longo de toda a minha trajetória”, contou.

O parlamentar também agradeceu a família, equipe e aos eleitores pelo apoio que tem recebido.

“Quero agradecer primeiramente a Deus, com muita gratidão a minha família por todo o amor, à equipe que me acompanha há anos e, claro, aos amigos e eleitores por todo o apoio e parceria que me permitiram chegar até aqui. Obrigado por caminharem comigo e acreditarem que é possível recomeçar e construir um futuro coletivo, com esperança em dias melhores e em um mundo mais solidário”, finalizou.

Peixoto tem 43 anos, é casado e pai de duas filhas. O candidato já foi vereador de Niterói por três vezes (2000 – 2010), já ocupou cadeira na Assembleia Legislativa do Rio (2011-2014), foi secretário de Estado de Abastecimento e Pesca (2011) e no último pleito esteve na terceira disputa pela Prefeitura de Niterói (2012-2016-2020).

Diferente das Eleições 2020, nas outras duas tentativas Felipe foi para o segundo turno. Peixoto também foi secretário de Saúde do ex-governador Luiz Fernando Pezão (2015).

Já Jorge Felippe Neto tem 27 anos, é casado e pai de dois filhos. Foi eleito com 32.066 votos em sua primeira disputa eleitoral. Ele é neto do vereador Jorge Felippe (DEM), atual presidente da Câmara Municipal do Rio. Foi convidado recentemente por Eduardo Paes (DEM) para compor a Secretaria de Trabalho e Renda do Rio.

“2021 começou em ritmo acelerado pra gente devolver ao Rio o que a cidade precisa ver: crescimento, liberdade econômica, cultural, e alegria de viver. Como Secretário de Trabalho e Renda, vamos lutar muito para abrir vagas de emprego e dar o incentivo e apoio certo aos empreendedores de todos os setores”, disse Neto.

Ao todo, a Alerj empossou, nesta segunda-feira (4), sete deputados estaduais que foram convocados para substituir parlamentares que foram eleitos prefeitos ou que se afastaram para assumir cargos de secretários na administração pública.

“A Casa se renova, trazendo gente com grande experiência e também sangue novo. Isso é bom para o Parlamento e para todo o nosso estado”, comentou o presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), que deu posse aos novos parlamentares em seu gabinete, na presidência.

Entre os empossados, está o deputado Noel de Carvalho, de 75 anos, primeiro suplente da coligação Cidadania/PSDB, que assume o mandato no lugar de Welberth Rezende, eleito prefeito de Macaé.

“Eu não sei que tipo de problemas enfrentaremos daqui pra frente, mas já me coloquei à disposição da presidência da Casa. Acredito que deveremos pensar em um esforço de todos os governos para a vacinação contra a Covid-19”, pontuou.

No lugar de Marina Rocha, que se tornou prefeita de Guapimirim, tomou posse o deputado Wellington José, 1º suplente do PMB, que assume seu primeiro mandato na Casa.

“Vamos trabalhar as pautas da Educação, da Saúde e dos Esportes. Nós vamos trabalhar para a população de todo o estado”, comentou o deputado.

Com a eleição de Renato Cozzolino à prefeitura de Magé, a deputada Célia Jordão (Patriota) assumiu o mandato efetivo na Casa. Célia já estava atuando, desde dezembro, como suplente do deputado Bruno Dauaire, que se licenciou para assumir a Secretaria Estadual de Direitos Humanos.

Com a mudança, Célia permanecerá parlamentar mesmo que Dauaire retorne ao cargo de deputado estadual. “O meu desejo de trabalhar é o mesmo, independentemente do tempo que eu passaria aqui. A população precisa do nosso trabalho e minha atuação será integral”, declarou Célia.

Suplentes assumem mandatos de deputados licenciados

Com a efetivação do mandato de Célia Jordão, assumiu a vaga de Bruno Dauaire o deputado Elton Cristo (Patriota), segundo suplente do partido. “Estarei empenhado em aprovar projetos relevantes, principalmente para as pessoas da periferia, aqueles que mais precisam da nossa ajuda”, disse.

Já a deputada Adriana Balthazar (Novo) assumiu a vaga deixada por Chicão Bulhões, atual secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação do Rio, que renunciou ao mandato de deputado estadual para assumir a função na Prefeitura.

“Meu principal objetivo vai ser facilitar a vida do empreendedor e do povo do Rio de Janeiro, do povo que quer gerar renda e trabalhar. Acho que temos que ajudar aqueles que querem construir um Rio melhor”, declarou a deputada, que também é advogada, empreendedora e ativista política.

Rubens Bomtempo (PSB) assumiu a vaga deixada por Renan Ferreirinha, que ocupa o cargo de secretário municipal de Educação do Rio. “Quero colocar minha experiência à disposição da Alerj e do povo fluminense, para que o Rio possa se reencontrar e voltar a crescer”, declarou.

Com a saída da deputada Tia Ju (REP) da Secretaria Municipal de Assistência Social do Rio, o primeiro suplente do partido, Capitão Paulo Teixeira, deixará o mandato.

Também estão secretários estaduais os deputados Dr Serginho (PSL), substituído na Casa pelo deputado Charlles Batista (Republicanos); Gustavo Tutuca (MDB), substituído pelo deputado Átila Nunes (MDB) e Thiago Pampolha (PDT), substituído pelo deputado Sérgio Fernandes (PDT).

Conheça mais sobre os deputados recém-empossados nesta segunda

Elton Cristo

Elton Cristo, 38 anos, é filiado ao Patriotas. Empresário do setor alimentício, em 2020 foi presidente da Empresa Municipal de Limpeza Urbana de Nova Iguaçu (Emlurb). Sua base eleitoral é sobretudo os municípios de Queimados e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Nas eleições de 2018 obteve 12.778 votos para deputado estadual, o que o creditou a ser segundo suplente do PRP. Este será seu primeiro mandato na Alerj.

Noel de Carvalho

Noel de Carvalho, 75 anos, é ex-prefeito de Resende (1989 a 1992), na região Sul Fluminense, e filiado ao PSDB. Deputado estadual por três mandatos, Noel também já foi prefeito de Resende e secretário estadual de Educação, de Agricultura e de Habitação. Nas eleições de 2018 obteve 24.614 votos para deputado estadual.

Rubens Bomtempo

Rubens Bomtempo, 58 anos, é filiado ao PSB e foi prefeito em Petrópolis, na região Serrana, por três mandatos. Esse será o primeiro mandato de Bomtempo na Alerj. Filho de médico e político, nas últimas eleições estaduais, Bomtempo obteve 23.670 votos para deputado estadual.

Adriana Balthazar

Adriana Balthazar é advogada, empreendedora e ativista política. É formada em liderança política pela Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS), com cursos sobre administração pública, governança e políticas públicas. Nas eleições de 2018, foi a mulher mais votada do partido Novo no estado do Rio de Janeiro, com 17.758 votos.

Wellington Silva

Wellington José da Silva tem 47 anos e foi criado na Zona Norte da capital. Wellington é comerciante e já teve experiência como funcionário público na Secretaria Municipal de Assistência Social e na Prefeitura do Rio. O parlamentar recebeu 11.568 nas eleições de 2018.

Celia Jordão

Célia Cristina Jordão é advogada e foi secretária de Ação Social do município de Angra dos Reis nos períodos de 2001 a 2008 e 2016 a 2019. A parlamentar recebeu 20.302 votos na última eleição, ficando na primeira suplência do partido (PRP).

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *