sábado, 10 de abril de 2021

Prefeitura de Niterói sofre primeira baixa

Andrade é formado em Ciências Biológicas pela UFMG, com doutorado em Imunobiologia pela Universite de Paris VI (Pierre et Marie Curie). É docente na UFF. Foto: Arquivo Pessoal

A administração da Prefeitura de Niterói sofreu uma baixa importante no setor de Ciência, Tecnologia e Inovação esta semana: a do professor e doutor Luiz Andrade. Ele pediu exoneração do cargo de secretário na pasta recém-criada, alegando ‘tensão entre as dimensões política e técnica’ na escolha dos cargos.

Andrade é formado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), fez doutorado em Imunobiologia pela Universite de Paris VI (Pierre et Marie Curie). É docente na Universidade Federal Fluminense (UFF).

Ele confessou ao Plantão Enfoco que o motivo da exoneração “é uma página virada”. E frisou não querer “aumentar e nem continuar” o assunto.

Uma possível divergência de ideias entre Luiz e o vereador Binho Guimarães (PDT), líder do partido do prefeito Axel Grael na Câmara, teria sido o estopim para a decisão. No entanto, às claras, os citados não fizeram comentários diretos.

Guimarães, inclusive, deixou claro que “nunca teve qualquer divergência” com Luiz “ou qualquer outro secretário da gestão municipal”, acrescentando que “não procede” o burburinho.

“Tenho muito respeito e admiração pelo trabalho do professor Luiz Andrade. Desejo boa sorte a ele nos próximos desafios”, continua Binho Guimarães.

O governo ainda não comentou o que, de fato, teria motivado o pedido de exoneração. Luiz disse que depois de uma conversa “honesta e franca” com o prefeito Axel Grael ficou decidido que a exoneração seria “a melhor maneira de terminar o impasse, para o bem da dimensão política”, conforme publicou em sua conta pelas redes sociais, na quarta-feira (31).

“Saio do Governo com a cabeça erguida e com a mesma dignidade e autonomia com as quais aceitei ao convite do prefeito, desejando ao mesmo, e a todo o secretariado, sucesso no cumprimento das metas do Governo em prol da população niteroiense”, escreveu.

No final do ano passado, antes mesmo de tomar posse, Grael determinou que Binho Guimarães fosse para o Legislativo representar a bancada do PDT, que tem o maior número de vereadores na Câmara.

Antes disso, Binho foi convidado para ser secretário da pasta de Ciência e Tecnologia no governo. Isso só não se confirmou por conta do falecimento do vereador eleito Carlos Boechat, que teria a mesma posição de Guimarães no parlamento.

O atual líder do PDT por lá ocupa posto de presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia e Formação Profissional, mas também tem passe livre para oferecer propostas construtivas à Secretaria de Ciência, do governo, que foi desmembrada da Secretaria de Educação, ainda em janeiro.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *