terça, 22 de setembro de 2020

Rodrigo Neves oficializa Axel/Bagueira e apoio de 15 partidos

Neves define Bagueira (esq.) e Grael (dir.) como sucessores. Foto: Wallace Rosa

Um encontro da base de apoio do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT) na cidade, marcou o pontapé da campanha da chapa governista para as eleições municipais de outubro.

O secretário municipal de Planejamento, Axel Grael, que deve migrar do Partido Verde (PV) ao partido de Neves, vai se candidatar a prefeito tendo o deputado estadual Paulo Bagueira (Solidariedade) como vice. O encontro aconteceu no restaurante Seu Antônio, ponto de encontro tradicional do grupo político na Região Oceânica.

Encerrando seu segundo mandato na cadeira de prefeito, Neves vai conceder à dupla os resultados da sua gestão. O prefeito, que disse que já conta com apoio prévio de 15 partidos, nas últimas eleições concorreu com 19 siglas na coligação. As expectativas são de vitória.

“Eu tenho certeza que os cidadãos esclarecidos de Niterói vão optar por não dar nenhum cavalo de pau, porque temos vários projetos sendo implementados. O niteroiense não quer sofrer com os extremismos que paralisam a administração pública, nem com os aventureiros que não tem condição de administrar uma cidade com a complexidade de Niterói”, afirmou Neves.

Os indicados

“Essa chapa é a cara de Niterói. Bagueira nascido e criado no Barreto. Axel criado em São Francisco. Os dois, com afinidade política que o Bagueira desenvolveu ao longo de sua trajetória e com a experiência de gestão do Axel, vão fazer a síntese perfeita entre a gestão e a política, que a gente precisa para fazer uma boa campanha”, afirmou Rodrigo Neves.

Os prefeitáveis conviveram diretamente ao longo dos três meses em que Neves foi preso preventivamente em um desdobramento da operação Lava Jato. Bagueira foi prefeito interino quando Grael era secretário executivo.

Bagueira comandou a prefeitura na ausência do prefeito e é deputado na Alerj. Foto: Wallace Rosa

Com base eleitoral na Zona Norte, Bagueira presidiu a Câmara de Vereadores por dois mandatos, até sua convocação para uma cadeira vaga da coligação na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

Da família dos velejadores Torben e Lars Grael, Axel foi vice de Neves no primeiro mandato, mas acabou sendo afastado judicialmente da campanha eleitoral de 2016 pouco antes do 1º turno. Foi substituído por Comte, que optou por seguir deputado estadual e nunca chegou a tomar posse.

Para concorrer, Grael aceitou pular de legenda. O secretário anunciou que deixará o Partido Verde, ao qual é filiado desde 1992, para integrar o PDT de Neves.

Axel Grael anunciou que deixará o PV, ao qual é filiado desde 92, para integrar o PDT. Foto: Wallace Rosa

“Tenho afinidade muito grande com o PDT e vejo essa mudança com muita naturalidade”, pontuou Grael, mencionando sua passagem como secretário no governo Brizola e projetos conjuntos com Darcy Ribeiro.

Dos quadros que disputavam a indicação de Neves, compareceram o deputado federal Chico d’ Ângelo (PDT), o deputado estadual Waldeck Carneiro (PT). A secretária Giovanna Victer está em viagem ao exterior e o outro postulante, o secretário municipal de Governo Comte Bittencourt (Cidadania), não compareceu. No entanto, Neves afirmou que Comte vai apoiar a chapa.

Alianças

Há ao menos 15 siglas estão negociando entrada na aliança, segundo Neves. Devem embarcar os seguintes partidos de perfil esquerda e centro-esquerda: Partido dos Trabalhadores (PT), Verde (PV), Comunista do Brasil (PCdoB), Socialista Brasileiro (PSB), Progressista (PP), Solidariedade, Cidadania e Avante. Além dos pontos fora da curva, com a interlocução com os conservadores Patriota, Partido Liberal (PL) e Partido Social Cristão (PSC) do governador Wilson Witzel.

A coligação será articulada pelo pré-candidato a vice Bagueira, que aposta na unidade entre diferentes setores. “Sempre tive nos meus movimentos políticos a construção de unidade. Aqui não discutimos uma campanha, mas uma continuidade do governo”, assegurou Bagueira.

A respeito da distribuição de cadeiras na Câmara de Vereadores, Bagueira afirma que vai garantir maioria “construindo as nominatas junto aos partidos. O resultado não se consegue mais com a coligação, é o partido que vai ter que alcançar o coeficiente”.

A chapa conta, ainda, com apoio da Federação das Associações de Moradores de Niterói (Famnit), que reúne 110 núcleos comunitários da cidade. Outra sinalização vem do empresariado — o diretoria da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) integrou o encontro.

Propostas

“Nós vamos dar continuidade a todas as obras que estão em andamento. Quem tem experiência de gestão pública sabe que não há uma linha de chegada. Você resolve aqui, mas as pessoas passam a ter uma nova demanda”, afirmou Grael.

Axel não detalhou suas propostas, mas afirmou que vai organizar audiências para ouvir a população sobre saúde, educação e transporte público. O plano de governo será lançado até julho.

“Sempre fui um entusiasta da sustentabilidade, acho que esse é o caminho. Reverter as emergências climáticas. Estamos mostrando que essa agenda ambiental e social podem andar juntas”, antecipou, mencionando os projetos EcoSocial, Região Oceânica Sustentável, Parque-orla de Piratininga e Enseada Limpa.

Rumos

Neves afirmou que quer voltar a ser professor universitário e se dedicar à família após deixar a prefeitura. “Saindo em janeiro de 2021 da Prefeitura, espero não voltar. Vou estar do outro lado do balcão, cobrando o prefeito. Como eu e Fernanda [Sixel, primeira-dama] nunca tivemos apego as coisas materiais, não temos apego ao poder”, afirmou Neves.

Perguntado se a chapa dará uma ‘cara própria’ para a Prefeitura ou se seguirá vinculada a Neves, Axel Grael respondeu que “o trabalho desenvolvido pelo Rodrigo vai ser sempre uma inspiração. Quero poder consultá-lo sempre que necessário, mas será uma nova gestão”.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

1 thought on “Rodrigo Neves oficializa Axel/Bagueira e apoio de 15 partidos

  1. velha política ??? depois de tanta merdha que foi, não vão se eleger nem pra síndico!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *