sexta, 30 de julho de 2021

Rodrigo Neves busca em São Gonçalo reforço rumo ao Governo do Estado

Ex-prefeito de Niterói se encontrou com aliados, entre eles a colega de partido Graça Matos. Foto: Divulgação

Continuando a corrida pela principal cadeira do Executivo Fluminense, a ser definida no próximo ano, o ex-prefeito de Niterói e vice-presidente do diretório estadual do PDT do Rio, Rodrigo Neves, se reuniu com lideranças do partido em São Gonçalo, na noite desta terça-feira (20).

O ex-prefeito mira o município já pela pré-campanha ao governo do Rio. Com pouco mais de um milhão de habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geográfia e Estatística (IBGE), Neves tenta unir São Gonçalo, partida nas últimas eleições municipais, de olho nos votos do candidato petista Dimas Gadelha, derrotado pelo atual prefeito Capitão Nelson (PL), em uma eleição acirrada até o segundo turno.

No encontro desta terça, ex-prefeito de Niterói falou sobre os problemas de São Gonçalo e do estado. Para Rodrigo, o município deve ser uma das prioridades do Governo do Estado.

“Vivemos uma série de problemas, econômicos e financeiro no estado. O Rio vive o pior momento de sua história. São 700 mil empregos perdidos com carteira assinada desde 2015. O Governo Federal abandonou o Rio e não temos um governo [estadual] que funcione. São Gonçalo não vai retomar sua perspectiva de desenvolvimento se não tiver um governo estadual que funcione e tenha um plano para a cidade”

Rodrigo Neves aproveitou a ocasião para elogiar ao prefeitável derrotado nas últimas eleições ao governo gonçalense, Dimas Gadelha (PT).

“Dimas teve uma performance espetacular e vem trazendo propostas de desenvolvimento, de emprego, de renda, de preocupação com a saúde da população”, disse.

A aliança PDT/PT no Leste Fluminense já vem sendo amarrada desde as eleições de 2020 quando o objetivo era criar uma espécie de cinturão envolvendo Niterói, Maricá, Itaboraí e São Gonçalo. A Região Metropolitana é considerada peça chave para eleição ao Governo do Estado.

“Vamos criar um movimento de base, movimento popular. O diálogo vai ser republicano e de cooperação, independente de filiação partidária de quem quer que seja. Essa é nossa forma de trabalho. Nós vamos no momento de apresentação desse plano falar sobre isso”

O vereador de São Gonçalo Romário Régis (PCdoB) esteve presente no evento. Ele disse que a cidade precisa estar dentro da agenda dos candidatos ao governo do Estado. Para o parlamentar, Rodrigo é um dos nomes que pode liderar esse processo.

“Fui participar porque conheço o Rodrigo há muito tempo e faço questão de em toda plenária dizer que São Gonçalo precisa ser o centro do debate do próximo governador. Uma cidade com mais de 1 milhão de habitantes e esquecida por diversos políticos ao longo da história precisa se superar e estar na boca de todo mundo que pretende disputar as eleições do ano que vem”, contou.

Atualmente, Neves é pesquisador convidado do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, em Portugal, onde trabalha em um projeto de pesquisa sobre os impactos e reflexos da pandemia de covid-19 nas cidades. No encontro, participaram nomes importantes do partido e também de aliados, como o prefeito de Niterói, Axel Grael (PDT), a ex-deputada Graça Matos (PDT), Dimas Gadelha (PT), Marlos Costa (PDT), e os vereadores pedetistas de Niterói, Binho Guimarães e Jhonatan Anjos, além de Brizola Neto (PDT), entre outros.

Costura

Desde que foi lançado pelo presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, como postulante ao governo do Rio, Rodrigo Neves passou a visitar diferentes regiões do estado. Ele tenta ser a alternativa à atual gestão de Cláudio Castro (PL), que passou a ter apoio de municípios do interior. Em busca de apoio, ele esteve na semana passada em Macaé e Campos dos Goytacazes.

Há duas semanas, Rodrigo também se reuniu com o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), que lançou o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, como pré-candidato ao governo do Rio. Sem querer medir forças, o pedetista tenta convencer Paes sobre uma possível chapa tendo o jurista como vice, conquistando de quebra o apoio do prefeito carioca.

Ciro e Lupi


No início da semana, Rodrigo Neves também esteve com o pré-candidato do PDT à presidência da República, Ciro Gomes, e com o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi. Em Niterói, participaram de sessão solene da Câmara Municipal para a entrega de honrarias a Lupi e Ciro. O evento reuniu o prefeito Axel Grael, a delegada Martha Rocha (estadual), além de secretários municipais.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');