sábado, 24 de outubro de 2020

TRE cassa mandato de Renato Cozzolino na Alerj

Deputado estadual pretende recorrer da decisão. Foto: Alerj/Arquivo

O Colegiado do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) cassou, na sessão plenária virtual de quarta-feira (27), o mandato do deputado estadual Renato Cozzolino (PRP) por abuso de poder político e conduta vedada a agente público. O parlamentar informou que vai recorrer da decisão.

Ele também ficou inelegível por oito anos, a contar das Eleições 2018, e foi condenado a pagar multa no valor de R$ 106.410,00. Por unanimidade, a Corte Eleitoral entendeu que o político teria feito uso de ações sociais do governo estadual, da Fundação Leão XIII e do Detran-RJ para promover a candidatura a deputado estadual em 2018.

“Os vídeos, imagens e demais postagens nas redes sociais do réu sobre as ações sociais possuíam um forte apelo eleitoral e eram ostensivamente divulgados a um número incontável de pessoas” redigiu o relator do processo, desembargador Cláudio dell`Orto. O uso deliberado das ações sociais para promover a imagem de Cozzolino teria a intenção de “incutir na mente da população, de maneira sub-reptícia, que ele era o grande idealizador e responsável pelos serviços que estavam sendo oferecidos”, destacou.

“Pela extensão e pela gravidade dos fatos, configurou-se a prática de abuso de poder político”, complementou o magistrado.

Ainda de acordo com o relator do processo, desembargador Cláudio dell’Orto, “não se pode tolerar que pré-candidatos vinculem sua figura pessoal a programas públicos, sob pena de locupletar iniciativas que sequer poderiam mencionar o chefe do Executivo, agindo de forma ímproba e ferindo o princípio da impessoalidade insculpido no art. 37, §1º, da Constituição”.

O Colegiado do TRE-RJ determinou ainda o envio de cópia do processo à Procuradoria de Justiça para apurar as condutas irregulares, que caracterizam também possíveis atos de improbidade administrativa, a serem julgados na Justiça comum. A íntegra do julgamento desta quarta-feira está disponível no canal do TRE-RJ no YouTube.

Recurso

Em nota, o gabinete do deputado Renato Cozzolino informou que “respeita a decisão do TRE-RJ, que reconheceu sua inocência em três acusações, mas o condenou pela indicação de ações sociais, para atender a população carente do município de Magé. O deputado tem certeza que irá reverter a situação no TSE, onde recorrerá da decisão, e ressalta que o julgamento não exclui a possibilidade de eventual candidatura e nem retira seu direito ao mandato enquanto não forem esgotados os recursos”.

Por conta do prazo processual, não há previsão de perda imediata do mandato.

Publicado às 13h

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *