quinta, 21 de janeiro de 2021

Vereador é denunciado por exibir arma na Câmara de Niterói

A foto foi postada nas redes sociais do vereador na última segunda (4). Foto: Reprodução Redes Sociais

O vereador Douglas Gomes (PTC) foi denunciado na Comissão de Ética da Câmara Municipal de Niterói após publicar uma foto em suas redes sociais na última segunda-feira (4). Na imagem, o parlamentar aparece ao lado do deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ) e é possível ver uma arma exposta na mesa do gabinete, o que incomodou seus colegas.

Segundo o artigo 285 do Regimento Interno da Câmara, “é proibido o porte de armas por qualquer pessoa, inclusive vereadores”. Ainda de acordo com a regra, a exceção é apenas para elementos do corpo de policiamento legalmente habilitados.

A denúncia, feita pelos vereadores Paulo Eduardo Gomes (PSOL) e Binho Guimarães (PDT), foi encaminhada à presidência da Câmara para que diligências sejam realizadas.

“Atitude impensável no interior de uma Casa Legislativa”, afirmou Guimarães.

Paulo Eduardo Gomes também ressalta o fato de que “na postagem em que aparece a arma de fogo, fala-se sobre ‘formas para impedir o PL 278/2020, que impõe a vacinação obrigatória à população niteroiense”.

“Pedimos também que se apure qualquer possibilidade de aparente ameaça ao trabalho parlamentar”, disse o vereador.

À reportagem, Douglas Gomes disse que o registro foi feito na última segunda (4), durante reunião para tratar do PL 278, aprovado em segunda discussão na Câmara, que visa a obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19 na população de Niterói. Ele disse que a arma é de um policial militar e segurança particular do deputado Carlos Jordy, que os acompanhava.

“O Regimento Interno não foi ferido, porque existe a exceção para policial militar. Já acusam dizendo que é minha. Aviso que já estou entrando com pedido de posse de arma, porque sou oposição. Mas essa arma em questão da foto não era minha. Em nenhum momento fui procurado por nenhum vereador para saber se era minha”, explicou.

Colegas parlamentares como Benny Briolly (PSOL), Professor Túlio (PSOL) e Walkíria Nictheroy (PC do B) usaram suas redes sociais para repudiar o ato.

Questionada sobre a denúncia, a Câmara Municipal de Niterói informou que “respeita o Estado Democrático de Direito, assim sendo, apurará com responsabilidade todas as informações. É prematuro e irresponsável tomar qualquer posicionamento neste momento”.

Colaborou: Ezequiel Manhães

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *