terça, 20 de outubro de 2020

Vereador é preso em flagrante ao receber R$ 325 mil reais

secretaria policia civil
A Polícia Civil e o MP apuram a denúncia. Foto: Divulgação

Um vereador de Volta Redonda foi preso em flagrante, neste sábado (7), no momento em que recebia a quantia de R$325 mil, supostamente para evitar o impeachment do Prefeito Samuca Silva.

A prisão foi realizada pela Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol), por meio da Coordenadoria de Investigação de Agentes com Foro (CIAF), e o Ministério Público Estadual (MP-RJ), por meio do Grupo de Atribuição Originária Criminal da Procuradoria-Geral da Justiça (GAOCRIM). Ele estava em um carro alugado com placa adulterada.

A CIAF e o GAOCRIM apuram a denúncia de que três vereadores teriam cobrado uma grande quantia em dinheiro, mais um valor que deveria ser pago mensalmente para não estimular o impeachment, que foi votado essa semana. O prefeito informou aos agentes que teria conseguido gravar, por meios próprios, a solicitação do valor feita na semana passada.

As gravações feitas pelo prefeito, além de anotações de valores realizadas pelo vereador, entre outras provas coletas estão sendo analisadas. O vereador foi conduzido para a unidade, onde prestou depoimento. Ele foi autuado em flagrante pelos crimes de corrupção passiva e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

As investigações prosseguem para esclarecer todas as circunstâncias do caso. O prefeito e os outros dois vereadores também serão ouvidos.

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *