sábado, 10 de abril de 2021

Witzel tenta adiar depoimento, mas sem sucesso

Governador afastado compareceu no TJRJ. Foto: Karina Cruz

O governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, falou na abertura da sessão que marca o interrogatório do ex-secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, marcado para esta quarta-feira (7), no Tribunal de Justiça do Rio.

Witzel era aguardado apenas nesta quinta-feira (8), quando deveria prestar depoimento, mas compareceu ao Tribunal de Justiça (TJRJ) nesta quarta, em uma tentativa de adiar o depoimento, alegando que destituiu os advogados que faziam sua defesa, por não ter condições de arcar com as despesas judiciais do caso.

O presidente da Corte, desembargador Henrique Figueira, no entanto, abriu votação para nomear um advogado geral do estado para defender Witzel e continuar o processo. O voto do presidente foi seguido pela maioria dos membros do Tribunal Especial Misto, incluindo o relator do processo, o deputado estadual Waldeck Carneiro (PT).

A expectativa era que Witzel prestasse depoimento apenas nesta quinta-feira (8), mas poderá ser ouvido ainda nesta quarta, caso o ex-secretário de Saúde seja breve. O depoimento de Edmar, no entanto, deve ser feito em sigilio, respeitando a uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *