sexta, 15 de janeiro de 2021

Proibido carnaval em Niterói mesmo com vacina

Mesmo com vacinação da população o carnaval foi proibido na cidade. Foto: Plantão Enfoco – Arquivo

O prefeito de Niterói, Axel Grael (PDT), anunciou na noite desta quinta-feira (14) a proibição do carnaval em Niterói esse ano, a partir de um decreto que ainda será publicado. A determinação é válida mesmo com a chegada e vacinação da população contra a Covid-19 — prevista por distribuição pelo Ministério da Saúde, a partir da próxima semana em todo o país.

“Estarão suspensas todas as atividades de blocos e desfiles que produzam aglomeração. Mesmo com a chegada da vacina precisamos manter esses cuidados e controles. É prudente, uma forma da gente preservar vidas na nossa cidade que a gente não tenha carnaval esse ano”

A vacinação contra a Covid-19 deverá ser iniciada simultaneamente em todo o Brasil, na próxima quarta-feira (20), às 10h, segundo declarou o ministro da Saúde Eduardo Pazuello, durante reunião virtual na Frente Nacional dos Prefeitos, que ocorreu mais cedo, seguindo o Plano Nacional de Vacinação.

No domingo (17) a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve aprovar o uso emergencial da Coronavac/Butantan e da Astrazeneca/Fiocruz.

Na próxima segunda-feira (18) deverão ser enviadas para os estados dois milhões de doses da Astrazeneca e seis milhões da Coronavac, a serem distribuídas igualmente para todos os municípios (de forma proporcional à população).

O governo de Niterói reafirma que está pronto para iniciar a vacinação, com insumos necessários e equipes preparadas. Haverá 54 pontos de vacinação nas unidades de saúde do município.

“Já temos todo o planejemento”, endossou Axel durante transmissão ao vivo nas redes sociais.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Niterói já registrou 25.315 casos positivos do novo coronavírus até esta quinta-feira (14). No decorrer dos últimos 10 meses, já foram 24.243 pessoas recuperadas da doença. Foram contabilizados 681 óbitos. Até o momento, 173 pacientes permanecem em isolamento social e 218 estão hospitalizados.

Em alerta máximo, a cada semana um grupo de especialistas analisa 12 indicadores, como número de leitos disponíveis, casos confirmados e número de óbitos, e chega em um indicador síntese de monitoramento da doença. Atualmente, esse indicador está em 6,13 e quando chegar em 5, a cidade passará para o estágio amarelo nível 1, o patamar mais flexível antes da chegada da vacina.

“Os nossos números, em comparação com outras cidades, nos preocupam, mas demonstram que as ações de Niterói têm salvado vidas. Há um resultado dessas políticas públicas”, disse Axel.

Segundo o secretário de Saúde Rodrigo Oliveira, durante as últimas duas semanas houve tendência de queda na taxa de ocupação dos leitos exclusivos para Covid-19 nos hospitais públicos e privados.

“Estávamos registrando em torno de 200 casos por dia e nos últimos 7 dias houve uma diminuição”, continuou o médico sanitarista.

CarnaRio

Apesar do cancelamento do carnaval em 2021 na cidade de Niterói, o Estado pode ter o “Carnario-Carnaval fora de época”. O Plantão Enfoco já havia anunciado que o projeto tem o objetivo de estimular o turismo, lazer e voltar a aquecer a economia, com a criação de empregos e venda de produtos e serviços.

A medida foi publicada pelo governador em exercício, Cláudio Castro, em edição extraordinária do Diário Oficial do Estado na tarde de terça-feira (12).

Esse projeto visa o acontecimento de dois carnavais por ano no calendário do estado. Mesmo sem data para acontecer por conta da pandemia do novo coronavírus, a folia vai fazer parte do calendário oficial de eventos do estado também em julho.

A medida não tem a ver com a pandemia da Covid-19 e ainda não consta na publicação data ou quantidade de dias e nem se vai ser considerada feriado.

Barreira em Camboinhas

A Secretaria de Ordem Pública de Niterói (Seop) disse que vai reimplantar a barreira na entrada do bairro de Camboinhas nos fins de semana, além de intensificar a fiscalização nos acessos às praias de Itaipu e Itacoatiara.

Somente moradores, mediante apresentação de documentação, poderão acessar às praias da Região Oceânica. A cobrança para o uso de máscaras também será reforçada. As medidas visam a reduzir a circulação de pessoas nas praias da Região Oceânica durante os finais de semana, evitando aglomerações e, consequentemente, a proliferação do coronavírus.

O acesso às praias continuará liberado para atividades físicas individuais no mar, areia e no calçadão, das 6h às 12h30 e das 16h às 22h. Além das barreiras, a Guarda Municipal fará a fiscalização com viaturas e motocicletas. O Departamento de Fiscalização de Posturas também intensificará as ações em quiosques na orla de Niterói.

A pasta reitera que a Prefeitura prorrogou até o dia 28 de fevereiro todas as medidas restritivas de distanciamento social para redução da transmissão do novo coronavírus na cidade. A decisão de prorrogar as medidas de isolamento foi motivada pelo aumento no número de casos de Covid-19 nas últimas semanas em toda a Região Metropolitana.

“Nossa recomendação continua sendo para que as pessoas saiam de casa apenas por motivos de trabalho, compra de gêneros alimentícios ou de produtos nas farmácias, por motivos médicos ou para ida a estabelecimentos cujo funcionamento esteja permitido ou por conta de atividade permitida ou ainda para atividades físicas nos horários estabelecidos. Sabemos o quanto é difícil, mas é fundamental que a população continue colaborando. Niterói tem trabalhado intensamente desde o início para minimizar os efeitos da Pandemia e precisamos continuar mantendo essa linha”

Paulo Henrique de Moraes, secretário de Ordem Pública.

O uso de máscara facial em áreas públicas, assim como em espaços particulares em que houver atendimento ao público, segue obrigatório, sob pena de aplicação de multa instituída em lei e haverá também reforço na cobrança do uso, sob pena de multa de R$ 180.

Quiosques 

O Departamento de Fiscalização de Posturas da Secretaria Municipal de Ordem Pública vai intensificar as ações em todos os quiosques da Baía e das praias da Região Oceânica. O acesso aos estabelecimentos continua liberado no mesmo horário que as atividades físicas individuais no mar, areia e no calçadão, das 6h às 12h30 e das 16h às 22h.

O uso de mesas nas areias continua proibido. Cada quiosque só pode colocar módulos nas calçadas, com espaçamento mínimo de dois metros, e obedecendo a esses horários. A multa para quem for flagrado descumprindo as regras é de, no mínimo, R$500.

Os quiosques também devem disponibilizar álcool em gel nas bancadas e fazer higienização das mesas após a saída de cada cliente. A música ao vivo continua proibida.

Com Cícero Borges

(function(i,s,o,g,r,a,m){i['GoogleAnalyticsObject']=r;i[r]=i[r]||function(){ (i[r].q=i[r].q||[]).push(arguments)},i[r].l=1*new Date();a=s.createElement(o), m=s.getElementsByTagName(o)[0];a.async=1;a.src=g;m.parentNode.insertBefore(a,m) })(window,document,'script','https://www.google-analytics.com/analytics.js','ga'); ga('create', 'UA-1023799-1', 'auto'); ga('send', 'pageview');

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *